quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

Bolo de Canela


Para, ainda, levantar o ânimo no fim de semana chuvoso, gripado e triste que foi este último, fiz um bolinho simples. Resolvi fazer de canela, pois é o favorito do marido. Mas não segui nenhuma receita. Fui colocando os ingredientes que encontrava na despensa, em quantidades aleatórias. Um pouco de 'aventura' para escapar da monotonia. O resultado? Ótimo! Um dos melhores bolos de canela que já fiz! Consistente, mas fofo. Doce, sem exagero. Saboroso, mas delicado!


"Bolo de Canela"

2 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 xíc. + 1/4 (chá) de açúcar
2 col. (sopa) de canela em pó
1 col. (chá) de gengibre em pó
1 col. (sopa) de fermento em pó
1/2 col. (chá) de sal
1/2 xíc. (chá) de óleo
2 col. (sopa) de mel
3 ovos
120g (1 embalagem) de iogurte natural

Numa tigela, misturar todos os ingredientes secos. Juntar os outros ingredientes, pela ordem, misturando depois de cada adição, até formar uma massa uniforme.
Levar ao forno pré-aquecido em 180º, em forma untada, por 35/40 minutos.

Com um cafézinho, toda a monotonia desaparece! Eu garanto!!!

segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

Creme de Grão com Cenouras e Bacon


Este fim-de-semana não foi dos mais 'animados'. Marido com forte gripe, chuva, frio e tragédia na Madeira. Que triste...
Mas, para conseguir algum ânimo, principalmente para o marido, preparei este creminho com o que havia à mão, pois nem me atrevi a sair de casa para ir às compras.


"Creme de Grão com Cenouras e Bacon"

300g de grão-de-bico
1 cubo de caldo de galinha
1 embalagem de bacon em fatias
3 cenouras cortadas em cubos
1 col. (sopa) de shoyu (molho de soja)
1 cebola picada grosseiramente
3 dentes de alho lâminados
azeite de oliva
sal
salsa
pimenta preta
páprica

Lave bem os grãos e leve-os a cozer numa panela de pressão, com água (3 dedos acima dos grãos) e o cubo de caldo, por 45 minutos para que fiquem muito macios.
Enquanto os grãos cozem, em uma frigideira frite o bacon na sua própria gordura, até estar dourado. Retire da frigideira e reserve num prato forrado com papel absorvente.
Na frigideira onde ficou um pouco da gordura do bacon, coloque a cenoura e tempere com uma pitada de pimenta e o shoyu. Deixe cozer, mas mantenha o crocante da cenoura. Reserve numa travessa.
Na mesma frigideira, coloque um pouco de azeite e refogue a cebola e o alho, temperando com uma pitadinha de sal e pimenta. Reserve.
Tendo os grãos cozidos, passe-os pela varinha mágica/mixer, na própria panela, até formar um creme espesso. Junte o bacon, a cenoura, cebola e alho. Junte a salsa, pimenta e páprica. Leve ao fogo, acrescentando 300ml de água, até todos os ingredientes estarem bem incorporados.


Servi com tostas e queijo.

sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

Massinha de Cherne


Aqui em casa gostamos muito de peixe. E, passando pelo Mercado Municipal, esta semana, encontramos uns belíssimos filés de cherne. Bem, na hora o marido pensou numa Massinha de Cherne! E aqui está ela!


"Massinha de Cherne"

500g de filé de cherne
sumo de limão
pimenta preta
sal
1 lata de tomates pelados
1 cebola picada grosseiramente
3 dentes de alhos lâminados
salsa
azeite oliva
300g de massa (usei cotovelinhos)

Tempere o filé de cherne com sal, pimenta preta e sumo de limão. Deixe marinar por uma hora, no mínimo. Depois deste tempo, coza o filé de cherne em 1 litro de água. Quando estiver cozido, retire, separe-o em lascas e reserve. Reserve a água onde cozeu o filé de cherne.
Numa panela, refogue a cebola e o alho no azeite. Junte os tomates pelados e a salsa. Refogue. Junte a água onde cozeu o filé de cherne, prove o sal e corrija se necessário, e deixe ferver. Junte a massa e deixe cozer. Quando a massa estiver cozida, junte as lascas de cherne reservadas. Sirva bem quentinho!


sábado, 13 de Fevereiro de 2010

Uma Aventura em Vermelho


Eu sou uma mulher de sorte! Quem me acompanha sabe que tenho 2 dias por ano, 11 de Janeiro e 04 de Setembro, em que eu e meu marido comemoramos o nosso casamento. Sendo eu brasileira (e portuguesa também, legalmente!) e meu marido português, temos dois Dia dos Namorados para comemorar, 14 de Fevereiro e 12 de Junho!
Para este ano, já havia decidido que iria preparar uma receita que fosse usada no Dia de São Valentim, nos países que o comemoram. A escolha caiu, sem sombra de dúvida, sobre o Red Velvet Cake. Um bolo tradicional do sul dos Estados Unidos e tradicional do Valentine's Day.
Desde que vejo e sigo blogs de culinária que me deparo com receitas do Red Velvet Cake. Há muitas variações e, segundo percebi, ninguém sabe qual é a original.


Entre as 'andanças' para encontrar uma receita que me deixasse entusiasmada, encontrei o site/blog Tartelette. Fiquei encantada com tudo: as receitas, os ingredientes, as fotos! Ai, as fotos!!! Magníficas!
No Tartelette a Helen postou duas receitas de Red Velvet Cake, depois de muito pesquisar: uma com manteiga e sumo de morangos, para quem tem alergia à corantes e outra com óleo e corante vermelho. Preparei esta última e coloco-a aqui para vocês!


"Red Velvet Cake"


(adaptado de "A Taste Of South Side" , South Side Elementary School, La Grange, Geórgia, por Helen do Tartelette)

2 e 1/2 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 e 1/2 xíc. (chá) de açúcar
1 col. (sopa) de fermento em pó

1/2 xíc. (chá) de óleo de canola
1 col. (chá) de vinagre
1/2 col (chá) de sal
1 col. (sopa) de cacau em pó
1 xíc. (chá) de buttermilk (usei 1 xíc. (chá) de leite gordo com 1 col. (sopa) de sumo de limão. Misturar e aguardar 10 minutos antes de usar)
1 col (sopa) de extrato de baunilha (usei essência)
2 ovos
1 col (sopa) de corante alimentar vermelho

Numa tigela, misturar a farinha, o açúcar, o sal e o fermento em pó. Adicionar o buttermilk, o óleo, vinagre, baunilha, ovos e corante, nesta ordem e misturar depois de adicionar cada um. Colocar em forma untada e enfarinhada (usei forma de 20cm de diâmetro com lateral de 7cm), forno pré-aquecido em 180º por 30 minutos


Cream Cheese Frosting (para recheio e cobertura)

115g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
230g de cream cheese em temperatura ambiente
230g de açúcar em pó (confeiteiro) peneirado

Na batedeira, bater o cream cheese e a manteiga em baixa velocidade até formar um creme. Junte o açúcar aos poucos, sem parar de bater, até incorporar tudo.


Observações desta pasteleira amadora:

- quando começamos a misturar os ingredientes da massa, parece que vai tudo dar errado, mas não! Continue até ao fim que fica uma massa ótima;

- experimentei fazer o frosting com duas marcas de cream chese, mas só ficou mesmo bom com o Philadelfia;



Eu consegui matar a curiosodade em preparar e provar o famoso bolo. Gostei muito, e o marido também!


quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Sopa de Farinheira


Uns dias atrás me apetecia uma sopinha bem quentinha! O dia estava frio, chuvoso, escuro. Nada no mundo me faria sair do meu cantinho! Por isso, vou a despensa para que a sopinha resulte!
Esta sopa eu fiz com o que havia em casa. Um dos ingredientes, a farinheira, eu nunca consegui encontrar no Brasil. Nem mesmo no Mercado da Cantareira, onde encontramos 'quase' tudo! Por este motivo, peço desculpa à quem gostar da receita, mas não tiver acesso ao ingrediente. A farinheira é um produto típico e tradicional em Portugal, e encontramos muito facilmente. Eu adoro!


"Sopa de Farinheira"

1 farinheira
1 chouriço de carne em cubinhos (usei chouriço da Guarda)
200ml de polpa de tomate
1 xíc. (chá) de cenouras em cubinhos
1 xíc. (chá) de batatas em cubinhos
1 xíc. (chá) de courgette (abobrinha) em cubinhos
1 xíc. (chá) de ervilhas congeladas
1/2 xíc. (chá) de massa para sopa (eu usei cotovelos)
3 dentes de alho em lâminas
1/2 cebola picadinha
azeite de oliva
sal
pimenta preta
páprica

Em uma panela coloque o recheio da farinheira, sem a tripa, desfeita com um garfo. Junte 1/2 xíc. (chá) de água e coza. Quando estiver bem desfeita passe pela varinha mágica/mixer. Junte a polpa de tomate, misture bem e reserve.
Cubra o fundo de uma panela com azeite, junte o alho e a cebola e refogue. Junte o chouriço, a pimenta e a páprica e refogue. Vá juntando a cenoura, batata, courgette e misture bem. Cubra com água e deixe cozer os legumes. Quando estes estiverem cozidos, mas firmes, junte a mistura de farinheira e polpa de tomate. Junte a massinha e coloque mais água, se necessário. Prove o sal e o corrija, se for preciso. Quando a massa estiver cozida, mas firme, desligue o fogo.
Se deixar a sopa 'descansar' por uma hora ficará mais cremosa.
Sirva bem quentinha com um bom tinto e pão!

segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Lentilhas Bem Acompanhadas


Eu amo lentilha! Em saladas, sopas, cozidos. Com carne, linguiça, frango, peixe. É muito versátil e muito saudável!
Estava eu aqui em casa e bateu a vontade de comer lentilha. Geralmente, quando batem as vontades por aqui, vou ao frigorífico, vejo o que há disponível e começo a 'misturar'!


"Lentilhas Bem Acompanhadas"

1 xíc. (chá) de lentilhas cozidas "al dente"
2oog salsichas cozidas para churrasco, cortadas em rodelas (no Brasil é, a nossa velha e boa amiga, linguiça fresca)
1/2 cebola em tiras
2 dentes de alho lâminados
1/2 xíc. (chá) de azeitonas verdes, sem caroços, picadas
1/4 de pimentão verde em tiras
1/4 de pimentão vermelho em tiras
1 xíc. (chá) de tomates cereja cortados em quatro
salsa
sal, se necessário
pimenta
azeite de oliva
molho de soja


Numa panela, coloque as salsichas/linguiças e doure-as dos dois lados. Retire-as para um prato e reserve. Na mesma panela, salpique um pouco de azeite e refogue a cebola e o alho. Junte os pimentões e refogue. Coloque pimenta e salsa. Acrescente as lentilhas, as azeitonas e as salsichas/linguiças reservadas. Misture delicadamente e prove para ver se é necessário corrigir o sal. Desligue o fogo, regue com um fio de azeite e outro de molho de soja. Misture bem e sirva.

sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

Muffins


E, enfim, sexta-feira! O fim de semana se aproxima... o sol apareceu! Um lindo dia para boas notícias. Minha amiga Mena passou, ontem, por uma pequena cirurgia, mas já falei com seu marido, Zé Duarte. Ele disse que tudo correu bem e que, talvez, a Mena possa ir para casa hoje mesmo! Fico muito feliz! E amanhã mesmo vou até lá, dar uma abraço na minha amiga!

Mas, vamos falar de muffins. Uma amiga da escola, Cláudia, há muito tempo, passou-me uma receita básica de muffins, que ela trouxe dos 'isteites' quando lá esteve em intercâmbio. Segundo ela, na massa básica podemos incluir o que quisermos: chocolate, frutas (as 'berrys'), côco, o que der vontade. Mas a sua sugestão é acrescentar amendoins e pepitas de chocolate. Como queria dar fim a alguns itens da minha despensa, usei avelãs e chocolate granulado.

Sei que há 'milhentas' receitas de muffins na internet, mas deu vontade de experimentar essa antiguinha!

Well, let's do it!


Muffins
(receita básica)


1 e 1/2 xíc. (chá) de farinha de trigo
3/4 de xíc. (chá) de açúcar
1/2 col. (chá) de sal
2 col. (chá) de fermento em pó
1/3 xíc. (chá) de óleo
1 ovo
1/3 de xíc. (chá) de leite
1 xíc. (chá) de frutas, castanhas, ou o que quiser colocar. Eu coloquei 1/2 xíc. de avelãs picadas grosseiramente e 1/2 xíc. de chocolate granulado.
forminhas de papel

Em uma tigela, misture todos os ingredientes secos (menos o chocolate e as avelãs). Misture e vá acrescentando os restantes ingredientes pela ordem. Misture até formar uma massa. Por último o chocolate e avelãs (ou o que você quiser). Misture delicadamente.
Coloque as forminhas de papel em forminhas próprias para muffins (eu aconselho vivamente que usem forminhas de silicone. Além de muito práticas, pois não é preciso untar, dão um formato mais uniforme aos muffins). Coloque massa até 2/3 da forma. Cubra com a cobertura e leve ao forno pré-aquecido a 180º até que fazendo o teste do palito este saia limpo.

Cobertura:

1/3 xíc. (chá) de farinha de trigo
1/2 xíc. (chá) de açúcar
50g de manteiga sem sal, bem gelada, cortada em cubos
1 e 1/2 col. (chá) de canela em pó

Coloque todos os ingredientes numa tigela e vá amassando a manteiga com um garfo até formar uma 'farofinha'.


Enjoy!




quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Bolo de Fubá Mimoso


Quem resiste a um bolo de fubá? Eu não! E, quando bate a saudade, no meu caso sempre, corro para as receitas daquele caderno!


Um caderno que tem, no mínimo, uns 30 anos! Nele, estão guardadas todas as receitas que gosto e receitas da mãe, vó, tia, irmã, amigas! Comecei esse caderno na minha pré-adolescência. Já são 3 volumes!


"Bolo de Fubá Mimoso"

4 xíc. (chá) de leite
2 xíc. (chá) de fubá (farinha de milho, em Portugal)
2 xíc. (chá) de açúcar

2 col. (sopa) de farinha de trigo
2 col. (sopa) de manteiga amolecida
1 pires de queijo ralado (50g)
3 claras em neve/castelo

3 gemas
1 col. (sopa) de fermento em pó

Bata as claras em neve/castelo. Reserve.
Misture todos os outros ingredientes, menos o fermento em pó, e bata bem. Acrescente as claras em neve e o fermento em pó e misture delicadamente, de baixo para cima. A massa fica mesmo líquida. Leve ao forno pré-aquecido em 200º, por 35/45 minutos ou até que enfiando um palito ao centro este saia limpo, em assadeira untada e enfarinhada.


segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Moqueca de Salmão


Este fim de semana eu estava saudosa... pra variar! Sinto saudade de tempos e lugares. Sinto saudade de gentes. A culinária tem o poder de nos acalmar a alma, quando se trata de saudade! Por isso, cozinhar é a minha terapia!
Hoje coloco aqui para vocês uma receita muito fácil! Não é a receita original. É uma receita típica brasileira, muito conhecida, com versões capixaba, baiana, paulista, carioca, mas o que importa é que me acalmou a alma, da saudade que sinto de Santos! Ilha mágica, um dia eu volto a viver no meu querido Embaré!
Ir até a Rua do Peixe e comprar peixes e mariscos frescos para preparar uma deliciosa moqueca! E depois de a preparar e saborear, ir ao passeio pelo Jardim da Orla, relaxada, feliz!


Eu sempre fui apaixonada por Santos! Na infância e adolescência, era onde se passava muitos fins de semana e feriados, onde se visitava os tios e primos, onde eu me sentia bem! Em 2004/2005, essa paixão ficou ainda mais forte, pois fomos pra lá viver. Minha paixão chegou ao ápice! Nada podia me deixar triste... até meu marido ter de ir trabalhar para Fortaleza, no Ceará, e eu ter de deixar o meu paraíso!
Por isso, esta moqueca me acalma e faz a saudade diminuir...


"Moqueca de Salmão"

(salmão, porque era o peixe que eu tinha no estoque! Mas pode ser o da sua preferência! Eu gosto muito de moqueca de cação!!!)


4 lombos de salmão
sumo de limão
sal
pimenta
1/2 pimentão vermelho, em tiras
1/2 pimentão verde, em tiras
1 cebola cortada em rodelas finas
3 dentes de alho cortados em lâminas
2 batatas cortadas em rodelas finas
2 tomates cortados em rodelas
coentros picados
2 cubos de caldo para peixe
azeite de oliva
400ml de leite de côco


Tempere os lombos de salmão com sumo de limão, sal e pimenta. Deixe-os marinar por uma hora.
Numa panela, coloque o azeite de oliva no fundo. Vá arrumando os ingredientes em camadas:
azeite, rodelas de cebola, alhos lâminados, rodelas de tomates, tiras de pimentão verde e vermelho, coentros. Por último coloque os lombos de salmão. Corte os cubos de caldo de peixe ao meio e distribua entre os lombos. Coloque o leite de côco e polvilhe tudo com coentros. Leve ao fogo até começar a ferver. Baixe o fogo e deixe até que os lombos estejam cozidos. Sirva com arroz branco.