quarta-feira, 31 de Março de 2010

Voltando devagarinho e agradecimentos!


Obrigada! Obrigada mesmo, por seus recadinhos e cumprimentos por 1 ano de Blog da Nô! Prometo que logo estarei comentando os seus blogs, logo,logo!
O tratamento parece que está funcionando e eu estou me sentindo melhor!
Mas, apesar de tudo, precisamos comer! E, devagarinho, vou voltando àquilo que tanto gosto: cozinhar! E, aproveitando a Semana Santa para ficar longe das carnes, aqui vai uma receita, ou melhor, uma maneira de preparar o Polvo Cozido. E esta maneira eu fui buscar lá no blog da Moira, o "Tertúlia de Sabores", pois se vamos procurar como fazer é bom ter a ajuda dos melhores!!!


Vou transcrever aqui exactamente como a Moira postou! Clique aqui para ver a postagem da Moira!

"Regra nº 1 - Não pôr nem sequer uma pedrinha de sal no bicho.
Regra nº 2 - Não pôr água.
A preparação serve para Polvo fresco ou congelado, se estiver congelado, deixe descongelar de um dia para o outro.
Na panela de pressão colocar um fio de azeite, um dente de alho, uma cebola, uma folha de louro sem o veio do meio e o Polvo (este tinha cerca de 1,5 Kg), descongelado e lavado, mais uma vez recomendo, não ponham água nem sal, é muito importante.
Fecha-se a panela de pressão e leva-se ao lume, assim que a panela começar a largar vapor, põe-se o fogão no mínimo e deixa-se cozer por cerca de 20 a 25 minutos, vai-se agitando a panela de leve só para certificar que o polvo não se agarra ao fundo. Aqui acho que é um bocadinho psicológico, porque desde que o lume não esteja no máximo ele nunca se pega ao fundo.
Enquanto o polvo descansa na panela, lavam-se as batatas que se cozem com pele em água e sal. Passado esse tempo já se pode abrir a panela de pressão em segurança."

Eu acompanhei com batatas cozidas. Eu adoro polvo e gostei muito de preparara o Polvo Cozido aqui em casa!

segunda-feira, 29 de Março de 2010

1 ano de "Blog da Nô"

Imagem retirada daqui

Hoje é dia de comemorar! Hoje o Blog da Nô faz 1 ano! Hoje não há receita, apenas conversa!


Há 1 ano que este blog é meu companheiro inseparável! Meu amigo! Uma ponte para chegar a tantos outros amigos e amigas que passam por aqui e deixam os seus comentários, e os que não deixam! Os que experimentam as receitas e gostam, e os que não gostam! Os que querem esclarecer as suas dúvidas, e os que não as têm! O importante é que por aqui passam e deixam sua marca, seu carinho!


Há 1 ano que entrei para a blogosfera, sem perceber quase nada e em que aprendi muito! Que conheci gente nova, ingredientes novos, técnicas novas! E em que resgatei sabores antigos, receitas de família, comida de mãe!


Onde mostrei o que conheço e onde conheci os saberes de todos vocês!


Hoje, deixo aqui um pouco do que fiz. Ansiosa para fazer mais, aprender mais, conhecer mais de tudo aquilo que admiro no mundo da gastronomia! Entre doces e salgados, experiências e certezas, foi isso que deixei aqui!


1 ano de incentivo de um marido dedicado e curioso em provar tudo o que eu invento de preparar!
Ah! Ainda há tanto que desejo fazer, tanto que quero experimentar! Acho que precisarei de mais alguns anos para isso! Pois a cada dia encontro algo novo que vai para a lista de 'quero fazer'! A cada dia lembro de um bolo ou um prato que vi ou provei há anos e que vou imediatamente aos cadernos, aos livros, ao 'São Google' ver se encontro a receita!


Mas o melhor de tudo é interagir com os leitores, conhecer as suas opiniões, aceitar as suas sugestões, analisar as suas críticas! Obrigada por estarem aqui!

quinta-feira, 25 de Março de 2010

As minhas desculpas... e Lumaconi


Amigos, quero me desculpar com todos os que por aqui passam, aos que deixam os seus comentários, tão carinhosos e importantes para mim, e aos amigos de todos os blogs da minha lista de favoritos por, esta semana, não os visitar. É chato quando não o faço por falta de tempo. Mas ainda é mais chato quando não o faço por motivos de saúde. E foi este o caso. Devido a um problema de saúde, de um repouso 'forçado', não pude visitá-los nem desfrutar da minha terapia favorita, a culinária!
Como sou uma pessoa precavida, tenho uns pratos guardadinhos para ocasiões assim! É o caso deste lumaconi. Como procurei o 'conchiglioni' e não encontrei em lado algum, usei o lumaconi em seu lugar. E ficou muito bom!


"Lumaconi com Frango"

250g de lumaconi/conchiglioni cozido 'al dente'
200g de sobras de frango assado, sem pele e ossos
3 fatias de bacon
1/2 cebola picada
2 dentes de alho picados
200g de requeijão português/ricota
125g de queijo feta
tomilho picado
1 col. (sopa) de shoyu (molho de soja)
1 col. (chá) de aceto balsâmico

Passar todos os ingredientes, menos os lumaconi cozidos, pelo processador/robot de cozinha até formar uma massa firme.
Recheie cada lumaconi com esta pasta e depois arrume-os em um refratário.


Sobre eles, coloque molho bechamél (a receita você encontra aqui) e polvilhe com queijo parmesão ralado e páprika.
Leve ao forno para gratinar.




domingo, 21 de Março de 2010

Torta de Liquidificador


Uma boa opção para o lanchinho de fim-de-semana é a Torta de Liquidificador. Toda família brasileira tem a sua receita! Nunca falta, pois é prática e "mata a fome" que insiste em aparecer!
O recheio é sempre aquilo que temos na despensa ou os nossos ingredientes preferidos! Como sou "fanática" por queijos, imaginem qual foi o recheio!
Gosto muito desta massa, pois fica mais "leve" e a consistência é perfeita!


"Torta de Liquidificador"
(esta quantidade dá para uma torta feita em forma de 23cm de diâmetro. Se quiser maior, dobre a receita)

Recheio:
100g de queijo flamengo/do reino em cubos
100g de queijo cheddar em cubos
150g de lombinho defumado/paio de lombo picadinho
1/2 cebola picada
1 dente de alho picado
pimenta preta
1 col. (chá) de salsa picada
1 col. (chá) de tomilho picado
1 col. (chá) de orégano picado
1 fio de azeite de oliva

Colocar todos os ingredientes numa tigela e misturá-los muito bem. Reserve.

Massa:
180g de farinha de trigo
1 col. (sopa) de fermento em pó
1/2 col. (chá) de sal (use ou não, dependendo do recheio)
100g de queijo ralado (eu usei edam, mas podem usar a mussarela, o flamengo/do reino ou prato que fica muito bom)
2 ovos
240ml de iogurte natural
Queijo parmesão ralado e páprika para polvilhar

Colocar os ingredientes no copo do liquidificador, primeiro os líquidos e depois os secos. Liquidificar até estar tudo muito bem incorporado.

Colocar metade da massa em forma de fundo removível, untada e enfarinhada. Distribuir o recheio sobre a massa. Cobrir com o restante da massa, polvilhar queijo parmesão ralado e uma pitadinha de páprika. Levar ao forno pré-aquecido em 200º por aproximadamente 30/35 minutos. Faça o teste do palito para se certificar que a massa está cozida.

sexta-feira, 19 de Março de 2010

Arroz Doce


Eu sei que todo mundo tem a sua receita de Arroz Doce, mas quero deixar aqui a minha preferida. Eu uso sempre a receita da minha mãe e é a que eu mais gosto! Meu marido é português, como todos vocês sabem, e ele adora Arroz Doce! Ele sempre comeu a receita feita pela mãe dele, com ovos e leite. Mas desde que estamos juntos, à partir do momento que experimentou a receita que eu uso, ele não quer saber de nenhum outro!


"Arroz Doce"

1 xíc. (chá) de arroz cru
2 xíc. (chá) de água
1/2 xíc. (chá) de açúcar
2 xíc. (chá) de leite
1 lata de leite condensado
1 caixinha (200ml) de natas/creme de leite

Em uma panela coloque o arroz e a água e leve ao fogo alto até levantar fervura, depois baixe o fogo e deixe cozer o arroz até que fique macio, mas firme. Junte o açúcar e o leite e deixe cozer até estar cremoso. Junte o leite condensado e misture bem até estar bem incorporado. Retire a panela do fogo, junte as natas/creme de leite e passe para uma travessa.
Enquanto estiver quente ele fica muito líquido, assim que arrefece vai se tornando mais cremoso.
Eu e o marido gostamos dele assim, com muito líquido e sem canela polvilhada.
Na receita da minha mãe, ela acrescenta canela em pau e cravos-da-índia durante a cozedura e depois retira. Eu não uso porque o marido não gosta.

quarta-feira, 17 de Março de 2010

Cherne Assado


Lembram que eu lhes contei que eu e o marido encontramos uns filés de cherne ótimos no Mercado Municipal? Pois, eu havia congelado um filé e agora o fiz assado. Não chega nem a ser uma receita. É mais uma sugestão de preparo. Ficou muito bom!


"Cherne Assado"


Na verdade, uso esse modo de preparo com vários peixes.
Deixei o filé de cherne marinar por umas horas em sumo de limão, pimenta e sal.
Cozi algumas batatas e cortei em rodelas. Coloquei as batatas no fundo de um refratário. Refoguei umas cebolas no azeite e coloquei sobre as batatas. Sobre as cebolas, coloquei o filé de cherne e cobri com fatias de bacon e lâminas de alho.

Levei ao forno a 200º por uns 40 minutos.
As lâminas de alho ficaram crocantes, o bacon tostadinho e o peixe úmido e macio!
Servi com arroz branco e vinho verde, muito frio!!!!

domingo, 14 de Março de 2010

Scones


Há muito que vejo receitas de scones pela blogosfera. Descobri que são de origem escocesa e que são práticos e rápidos! Só me faltava experimentar fazer. Entre tantas receitas, uma me chamou a atenção, confesso, mais pelas fotos do que outra coisa. Mas, depois que os fiz e provei, tenho de dizer que adorei a receita! Uma massa leve e crocante! O marido também adorou e já pediu bis!!!


"Scones"
(receita adaptada desta do blog "Buns in My Oven")

3 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 col. (sopa) de fermento em pó
1 col. (chá) de sal
2 col. (chá) de pimenta preta
1/2 xíc. (chá) de manteiga muito fria, em cubos
1 e 1/2 xíc. (chá) de queijo (ela usou cheddar eu usei edam)
4 talos de cebolinha picados (usei 2 col. (chá) de orégano)
10 fatias de bacon, fritas, crocantes e picadinhas
3/4 xíc. (chá) de buttermilk (eu usei iogurte natural)
1 ovo grande
2 col. (sopa) de água

No copo do processador/robot de cozinha, coloque todos os ingredientes secos e misture bem. Acrescente a manteiga em cubos e pulse até a manteiga estar com o tamanho de ervilhas. Junte o queijo ralado e misture, levemente. Junte a cebolinha/orégano, o bacon e o buttermilk/iogurte. (Eu incorporei aqui também o ovo, apesar da receita não indicar isso). Misture com a mão até incorporar todos os ingredientes e formar uma bola.
Em uma superfície enfarinhada abra a massa em um disco de 1 cm de espessura e corte em fatias, como uma pizza. Eu cortei em 12 fatias. Pincele com o ovo misturado a água (não pincelei). Leve ao forno pré-aquecido em 200º, em forma forrada com papel manteiga/vegetal/silicone, por 20 minutos.





quarta-feira, 10 de Março de 2010

Mjadra

A culinária árabe é uma das minhas favoritas! Nós, no Brasil, somos muito íntimos desta culinária. São os kibes, as sfihas, charutinhos de folha de uva, berinjelas e abóbrinhas recheadas, tão comuns no dia a dia, e outros tantos pratos. E os doces??!! Ai, os doces!!! Meu favorito é o Namura, que qualquer dia postarei aqui! E não esqueço da Raha, a goma árabe e o Halawi!
Mas hoje a estrela é a Mjadra. Receita que adoro desde a infância, muito comum na mesa da minha família! Bem, Mjadra é arroz com lentilhas e cebolas carameladas. Só isso. Simples, divino!


"Mjadra"

3 cebolas médias, cortadas em tiras
2 col. (sopa) azeite de oliva
pimenta síria (pimenta preta, pimenta-da-jamaica, cravo em pó, canela em pó e noz-moscada)
sal
1 xíc. (chá) de arroz cru
1 xíc. (chá) de lentilhas (deixar de molho, cobrindo-as com água, por 2 horas)
2 xíc. (chá) de água

Numa panela, coloque o azeite, a cebola, uma pitada de pimenta síria e uma pitada de sal. Refogue a cebola até que ela se caramelize. Para tanto, vá 'vigiando' a cebola e misturando-a ocasionalmente, para que não grudem. Quando estiverem com a cor de caramelo retire da panela, deixando cerca de duas colheres de sopa para refogar o arroz. Reserve o restante.
Na panela, junte o arroz às cebolas que lá ficaram e misture bem. Junte as lentilhas com a água em que ficaram de molho. Misture novamente. Junte a água. verifique o sal e corrija se for necessário. Quando estiver seco, como um arroz comum, retire da panela e deite numa travessa, sobre o arroz com as lentilhas coloque a cebola caramelada. Pode servir com coalhada que fica muito bom!

segunda-feira, 8 de Março de 2010

Mudando de Assunto... Tarte de Requeijão


Pois é! Chega de Cremes! Eles são deliciosos, alguns não consegui fotografar, legumes, abóbora, beterraba... mas eles voltam!
E para poder voltar ao 'normal', Tarte de Requeijão! Mas atenção! Requeijão, aqui em Portugal, é um queijo com uma textura muito próxima da ricota. Não é nada parecido com o nosso requeijão (ai, eu adoro!) do Brasil!
A receita me foi dada pela minha amiga Mena.


"Tarte de Ricota"

Massa:
200g de farinha peneirada
50g de manteiga
1 col. (café) de fermento
100ml de leite morno
1 col. (sopa) de açúcar
1 ovo

Numa tigela, coloque todos os ingredientes e amasse até obter uma massa homogênea. Deixe descansar por 1 hora.
Volte a trabalhar a massa numa superfície enfarinhada. Forre o fundo e as laterais de uma forma com fundo removível, untada. Fure a massa com um garfo e reserve.

Recheio:
500g de requeijão
1 col. (sopa) de maisena
250g de açúcar
4 ovos
1 col. (café) de essência de baunilha (não usei)
Raspas de 1 limão
60g de sultanas (passas sem caroços)

Numa tigela, misture todos os ingredientes do recheio e deite sobre a base de massa reservada, alisando a superfície.
Asse em forno pré-aquecido em 210º, por aproximadamente 1 hora. Desenforme depois de fria.


O recheio me agradou muito! A massa, para o meu gosto, é bastante robusta, eu prefiro uma massa mais leve ou massa quebrada (podre). O marido gostou muito, do jeito que ficou!

sexta-feira, 5 de Março de 2010

Mais Cremes...


Pois é, meus amigos! Como disse a uns posts atrás, os cremes aparecerão por cá! Mas serão poucos, agora. Pois já para o fim de semana poderei trincar à vontade, mas com muito cuidadinho!!!
Preparei este Creme de Cogumelos para o jantar e, felizmente, sobrou apenas meia caneca! Isso é ótimo! Pois é a prova de que estava bom! E, assim, consegui registrar para poder mostrar aqui!
Este é um creme à minha moda, elaborado segundo algumas deduções culinárias, ao meu gosto.
a-) Acho cogumelo um coringa! Combina com tudo e fica bem em qualquer prato, mas fica mesmo o máximo com carnes.
b-) Cogumelo casa muito bem com sabores picantes, principalmente com caril.
c-) Como cogumelo é rico em líquido, concentra muito mais seu sabor, sem adição de água.


"Creme de Cogumelos À Minha Moda"
(receita para 4 pessoas... mas aqui em casa somos dois!)

600g de cogumelos frescos
1/2 cebola picada grosseiramente
2 dentes de alho picados grosseiramente
1 col. (sopa) de azeite de oliva
1 col. (sopa) manteiga
1 cubo de caldo de carne (usei para bifes)
1 col. (chá) de caril/curry
1/2 col. (chá) de gengibre em pó
1 xíc. (chá) de leite
200ml de creme de leite/natas de soja

Numa panela, refogue a cebola e o alho no azeite com manteiga. Junte os cogumelos laminados e o cubo de caldo de carne e refogue-os. Tampe a panela e baixe o fogo. Deixe até os cogumelos estarem muito macios e com muito líquido. Passe os cogumelos pelo mixer/varinha mágica até formar um creme espesso. Volte ao fogo e junte o leite, o caril e o gengibre. Deixe aquecer bem, sem ferver. Desligue o fogo e junte o creme de leite.
Se quiser, retire algumas lâminas de cogumelos refogadas para enfeitar.


quarta-feira, 3 de Março de 2010

Um Mal Que Assola Portugal, Cada Dia Mais!


Peço licença à todos os leitores do blog para fugir do tema e postar aqui sobre um asunto que me preocupa e revolta!
Eu amo Portugal! E estou muito preocupada com os rumos que este lindo país está a tomar. Vim para Portugal em 2003, para o meu casamento e para construir a minha nova vida. Noto que desde este tempo, Portugal vem 'regredindo' no que diz respeito à polidez, educação e sentido cívico da sua sociedade. Os adolescentes estão cada vez mais mal-educados e os pais cada vez mais alheios ao facto. As pessoas estão cada dia mais preocupadas com seu próprio umbigo. Nada lhes interessa além deles próprios. Como pequeninos 'Rei Sol', sentem-se o centro do Universo.
Óbvio que não são todos, ainda bem! Há muita gente consciente e que anda revoltada, tal como eu!


Esta semana a PSP (Polícia de Segurança Pública) lança uma campanha de consciencialização de condutores/motoristas e peões/pedestres para diminuir o crescente número de atropelamentos dos últimos 3 anos. Entre muitas abordagens, lembram aos peões que podem ser multados com uma coima de 10 euros, se forem flagrados a atravessarem a estrada/rua fora da passadeira/faixa de pedestres.

Acho muito bem! Pois há alguns peões que insistem em passar fora da passadeira, mesmo ela estando a 5 ou 10 metros. Mas coloco aqui a minha dúvida: e os condutores que insistem em estacionar sobre o passeio, fazendo com que os peões tenham de ir para a estrada, arriscando a sua vida? Estes também serão multados? Pois nos últimos anos, cada dia mais, há mais e mais carros por cima dos passeios, bloqueando passadeiras.


Faz-nos acreditar que, aqui, os carros têm muito mais valor que a vida humana. Basta vermos como os 'senhores doutores engenheiros arquitectos' responsáveis por planear as vias e os espaços públicos agem. A prioridade é sempre o carro! Talvez porque estes pensem o projecto da perspectiva que eles têm, quando conduzem seus BMW. Pois existem pessoas que não andam à pé! Isso para alguns é uma ofensa! Como se quem não tem carro ou, simplesmente não os quer, fosse de outro planeta, ou tivessem uma doença rara! Eu tenho amigos que pensam assim. O que dá grandes 'discussões' entre eles e eu!


Não basta aos peões terem de vencer os obstáculos criados pela própria Câmara ou Freguesia, ou outros como EDP, PT, CTT, placas publicitárias, jardins enormes em frente as casas, deixando os passeios mínimos.


Eu adoro caminhar, não tenho automóvel por opção e sinto que, cada vez que saio à rua, vou participar de uma 'corrida de obstáculos'. Um 'corta-mato' urbano! E, se é difícil para mim que estou em perfeita saúde (tirando a gripe), imaginem para os idosos, para quem usa canadianas/muletas, para quem usa cadeiras de roda, para mães com carrinhos de bebê!

Vi no blog Quero Andar A Pé! Posso?, há algum tempo, que eles disponibilizam uma ilustração para podermos imprimir e colocar nos vidros dos carros estacionados nos passeios, a fim de sensibilizar os condutores para o problema. Imprimi, coloquei e criei outro problema, pois os condutores amassavam o papel e o jogava no chão, sujando a via pública. Consciencialização? Só com muita fiscalização e se doer no bolso! É isso que eu penso!

E para aqueles que vão dizer que não há onde estacionar eu digo: há sim! Pode não haver lugar na porta do seu prédio, pois alguns gostariam de parar na porta do apartamento, mesmo estando no 9º andar! Mas se você não se importar de andar (ai, que absurdo, né!!!) uns 20 ou 30 metros vai encontrar! Sei disso perfeitamente, pois é o que eu vejo, todos os dias, da janela da minha casa!

À PSP, desejo que a campanha seja um sucesso, mas faço um pedido: tenham atenção na fiscalização! Sem fiscalização e sem uma chamada de atenção, será trabalho perdido! Ah, e isso inclui todo o país e não somente Lisboa e Porto, ok?!
Pois os condutores reclamam que a PSP vive de 'caça à multa'. Se é assim, teriam uma receita mensal garantida, multando os 'mal estacionados' aqui na região de Corroios e Miratejo!

Para os que concordam comigo, obrigada por pensar em melhorar o todo!

Para os que não concordam, tentem pensar no que você pode fazer para melhorar o todo!

E obrigada à todos, por lerem este post! Sei que vou receber comentários de todos os tipos, mas é falando que a gente se entende!

Crédito das fotos:

1- http://passeiolivre.blogspot.com
2- http://menos1carro.blogs.sapo.pt
3 e 5- http://www.macacos.com
4- http://kimgirls.blogs.sapo.pt


segunda-feira, 1 de Março de 2010

Fim de Semana KO...


... antes de mais nada, quero agradecer a todos que desejaram as melhoras do marido. Ele está muito melhor e a gripe dele passou... para mim! Estou com uma gripe como há muito tempo não tinha! E, para completar o quadro de filme 'trash', sexta-feira fiz uma pequena cirurgia para extracção de um dente. Por isso, o fim de semana foi de 'knockout'! À base de muito gelado, umas sopinhas mornas, quase frias, e nada mais!
Aproveito para me desculpar com todos os blogueiros amigos, por não ter visitado os blogs e não ter respondido aos comentários, mas só me apetece 'estar na horizontal'!
Hoje coloco aqui uma receita de um "Creme de Couve-flor", que fiz ontem para o jantar, pois já me fartava de gelado!
Virão mais receitas de cremes, pois esta semana será este o meu menu!!!


"Creme de Couve-flor"

1 litro de água
2 cubos de caldo de galinha
5 bagas de cardamomo amassadas
1/2 cebola picada grosseiramente
2 dentes de alho picados grosseiramente
azeite de oliva
1 couve-flor média
pimenta
noz-moscada
salsa
200ml de creme de leite/natas

Ferva a água, numa panela ou caneca, com os cubos de caldo de galinha e as bagas de cardamomo. Reserve.
Numa panela, refogue a cebola e o alho no azeite. Junte a couve-flor em pedaços e refogue. Junte a água onde ferveu o caldo e o cardamomo, coada. Deixe cozer a couve-flor até ficar muito macia.
Passe pelo mixer/varinha mágica, até formar um creme. Junte a pimenta, a noz-moscada e o creme de leite/natas.
Sirva polvilhada com salsa picada.