quinta-feira, 29 de Abril de 2010

Mousse de Manga


Como o tempo passa! E o calor aumenta! Para refrescar um pouco, que tal uma Mousse de Manga? Esta receita é muito prática! Fácil e leve, é mais uma na lista de favoritas do meu marido!
Há muitas receitas de Mousse de Manga, e de outros frutos. É uma receita daquelas que "todo mundo têm a sua". Então, aqui vai mais uma!
Esta receita eu vou dedicar à minha grande amiga de infância, adolescência, juventude, vida adulta e para todo o tempo que ainda vier! Magda, essa não tem chocolate!!!



"Mousse de Manga"

2 saquetas de gelatina de manga, dissolvidas em 1 xíc. (chá) de água
1 lata de leite condensado
2 caixinhas (400ml) de creme de leite/natas batidos levemente, sem montar
1 lata de polpa de manga ou sumo, se preferir
1/2 col. (chá) de gengibre em pó, acho que ajuda a ficar refrescante!

Misture todos os ingredientes no liquidificador, menos o creme de leite/natas. Retire do liquidificador e, numa tigela, misture delicadamente ao creme de leite/natas. Coloque em taças, copos ou tigela e leve ao frigorífico até firmar. Sirva com cubinhos de manga.

segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Crepes de Atum


Hoje o dia foi quente! Praticamente um dia de Verão! Por isso, preparei para o jantar estes Crepes de Atum. São ideais para dias assim e muito práticos!
Para a massa usei esta receita, pois é a que eu uso sempre.


"Crepes de Atum"

Recheio:

2 latas de atum
1/2 xíc. (chá) de cenoura cortada milimétricamente! Mas pode ralar, se preferir
1/2 cebola picadinha
1 dente de alho picadinho
1 tomate, sem pele e sementes, picadinho
salsa
tomilho
75g de queijo fresco picadinho, muito picadinho

1/2 caldo de peixe
azeite de oliva

Numa panela, refogue o alho e a cebola no azeite. Junte o caldo de peixe e misture. Junte os tomates e misture até estar bem envolvido. Desligue o fogo e junte o restante dos ingredientes e misture delicadamente até estar tudo bem integrado.
Recheie os crepes e arrume-os em uma forma ou refratário. Reserve.

Molho:

1 caixinha de polpa de tomate
1 dente de alho bem picadinho
1 fio de azeite de oliva
sal
pimenta
tomilho
salsa

Misture tudo muito bem e coloque sobre os crepes.
Leve ao forno para aquecer o molho.

sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Lombo "Perfumado"


No fim-de-semana preparei esse lombo assado. Mas, como o perfume do "moço" se espalhou por toda a casa e permaneceu magnificamente no prato, resolvi "batizá-lo" de Lombo Perfumado!


"Lombo Perfumado"

1 lombo de 500/600g

Limpe o lombo, retirando, ou não, a gordura à mais que houver. Fure-o todo para que a marinada possa impregná-lo todo. Reserve.

Para a marinada:

1 xíc. (chá) de aceto balsâmico da sua preferência. (Eu usei um com figos, que comprei no Lidl e gostei muito!)
1/2 xíc. (chá) de vinho Moscatel Roxo de Setúbal, claro! (Podem usar um vinho licoroso.)
1/2 xíc. (chá) de caldo de carne
1 col. (sopa) de mel
1 col. (sopa) de shoyu
2 dentes de alho bem picadinhos
tomilho
alecrim
erva doce
poejo
pimenta
aipo, bem picadinho
sal, se achar necessário

No melhor estilo Jamie Oliver, num vidro misture todos os ingredientes. Feche com a tampa e misture vigorosamente, como numa coqueteleira.
Coloque o lombo num saco plástico e deite por cima o molho batido. Feche o saco e sacuda, para que a marinada envolva todo o lombo. Leve ao frigorífico de um dia para o outro, sacudindo o saco algumas vezes.


No dia seguinte, retire o lombo da marinada e coloque-o em uma forma, embrulhando-o em papel alumínio. Leve para assar em forno à 200/210º. Regue-o, por algumas vezes, com o líquido que ele soltará. Quando ele já estiver macio, retire o papel alumínio e deixe dourar.
Deixe que esfrie para poder fatiar.


Para o acompanhamento, preparei esta "Torta Sem Massa de Abóbrinha e Cenoura", que vi lá no blog da Cláudia, o "Sabor Saudade", que eu adoro! Não fiz alterações que valham à pena colocar aqui, por isso cliquem no link e vejam a receita no blog da Cláudia.


Foi um almoço muito agradável, com boa comida e a ótima companhia do marido!

sexta-feira, 16 de Abril de 2010

Tarte Crocante de Chocolate



Aqui estou eu com mais uma tarte! Esse mês, aqui em casa, foi uma "febre da tarte"! Bem, mas a história desta tarte é bem bonitinha! Foi um pedido do marido, e um pedido dele é irrecusável! Ele me disse que já tinha saudade desta tarte, por isso aqui está ela!


"Tarte Crocante de Chocolate"

Base:


1/2 xíc. (chá) de farinha de avelãs (eu fiz, moendo as avelãs até formar uma farinha)

1/2 xíc. (chá) de farinha de trigo

3/4 de xíc. (chá) de açúcar
2 col. (chá) de fermento em pó

1/4 de xíc. (chá) de margarina líquida

2 ovos

1/2 embalagem (60ml) de iogurte natural


Misture tudo e coloque em uma forma de fundo removível, untada. Leve ao forno pré-aquecido à 180º, até fazer o teste do palito e este sair limpo. Fica uma massa muito macia e fofa. Deixe esfriar. Reserve.


Semifrio:


200g de chocolate meio-amargo derretido

1 lata de leite condensado

400ml de creme de leite/natas batido em ponto de chantilly

1 clara em neve/castelo

3 barrinhas (90g) de pé-de-moleque/nougat esmigalhadas
6 folhas de gelatina sem sabor e incolor, derretidas como indica a embalagem (coloquei aqui folhas, porque é mais comum em Portugal. Mas eu prefiro a gelatina em pó, então são 12g)


Sobre o chantilly, coloque o chocolate derretido e vá misturando delicadamente. Junte o leite condensado, a clara e a gelatina. Por último junte o pé-de-moleque/nougat. Coloque sobre a base de bolo, já fria. Leve ao frigorífico até firmar, mais ou menos umas 2 ou 3 horas.


Cobertura:

3 barrinhas de pé-de-moleque/nougat esmigalhadas

Depois de firme, desenforme e enfeite com as barrinhas esmigalhadas.

segunda-feira, 12 de Abril de 2010

Tarte Dijonaise


Há um ano, ano e meio, estava assistindo um dos meus programas favoritos na tv, Planet Food. O programa tinha como tema a França. Foi aí que conheci uma receita, que me deixou de boca aberta em frente a tv! Uma senhora preparava, em sua casa, a Tarte Dijonaise! Me apaixonei! Na época eu não tinha o blog. Aliás, eu nem tinha forno!!! O tempo foi passando e a tarte ficou ali, no cantinho da memória, esperando a sua vez. E a vez dela chegou!


Não segui uma receita. Fiz como vi a senhora fazer no programa, e é isso que passo para vocês.


"Tarte Dijonaise"

Massa - Pâte Brisée:

250g de farinha de trigo
11og de manteiga sem sal
1 pitada de sal
2 col. (sopa) de água gelada

Misture a farinha, a manteiga e o sal. Forme uma farofa e vá amassando. Junte a água gelada e forme uma bola. Leve ao frigorífico por 30 minutos. Forre o fundo de uma forma para tarte, fazendo furos com o garfo. Reserve.

Recheio:

2 col. (sopa) de mostarda de Dijon (aquela mais suave, sem as sementes)
1 cebola cortada em tiras finas
3 tomates firmes, cortados em fatias grossas e 'grelhados' rapidamente em azeite
Ervas de Provence
1 xíc. (chá) de queijo Gruyère ralado (eu usei um 'mix' de queijos: Emental, Gouda, Mimolette)

Espalhe a mostarda sobre a massa reservada. Vá colocando camadas na seguinte ordem: cebolas, tomates, ervas de Provence, queijo.
Leve ao forno pré-aquecido em 200º, até que a massa coza e o queijo gratine.


Simplesmente divina! O perfume que fica pela casa, enquanto a tarte assa, é magnífico! Superou todas as minhas expectativas e será repetida muitas e muitas vezes!

segunda-feira, 5 de Abril de 2010

Um doce retorno!


Lindas pessoas que por aqui passam! Muito obrigada por suas visitas, seus recados, votos de melhoras e de Boa Páscoa! Como isso é bom!
Apesar de um tanto afastada, visitei todos os blogs amigos e me mantive atualizada!
E, para a Páscoa, voltei à minha paixão: cozinhar! E escolhi uma receita que é a especialidade da minha mãe, para voltar! Minha mãe retirou esta receita de um livro que lhe foi dado pelo meu pai, com receitas da culinária Síria e Libanesa. Eu não tenho a receita, mas por vê-la ser preparada tantas e tantas vezes, a preparei 'de cabeça'! Ficou como a da minha mãe, ou quase, porque comida de mãe é comida de mãe!!!
O marido adorou!!! E a escolheu como uma das suas favoritas, desde agora!!!!


Esta torta é feita por etapas e, por este motivo, um tanto demorada. Mas, como se diz em inglês, "no pain, no gain"! Por isso, "let's do it"!!!


"Torta Síria-Libanesa da Minha Mãe"

1ª camada:

1 ou 2 maçãs fatiadas
6 col. (sopa) de açúcar
6 col. (sopa) de água

2ª camada:

1 lata de leite condensado
a mesma medida (1 lata) de leite
1 lata de creme de leite/natas (usei 2 caixinhas de 200ml)
2 gemas passadas pela peneira
2 col. (sopa) de amido de milho
1 col. (chá) de essência de baunilha (usei raspas de limão)

3ª camada:

1 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 col. (sopa) de amido de milho
1 xíc. (chá) de açúcar
2 col. (chá) de fermento em pó
2 ovos
1/4 de xíc. (chá) de óleo
100ml de creme de leite/natas (usei 120ml de iogurte)
1 col. (chá) de essência de baunilha (usei raspas de limão)


Modo de fazer:

1ª camada:
Leve o açúcar e a água ao fogo e faça um caramelo. Eu fiz no microondas, 10 minutos na potência máxima. Forre o fundo de uma forma com o caramelo e arrume as fatias de maçã sobre ele. Reserve.

2ª camada:
Junte todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo até engrossar e formar um creme. Coloque este creme sobre as maçãs, na forma. Reserve.

3ª camada:
Numa tigela, junte todos os ingredientes secos e misture. Noutra tigela, misture os demais ingredientes e misture bem. Junte os ingredientes secos aos líquidos e misture apenas para que se incorporem. Coloque esta massa sobre o creme, na forma.

Leve a forma ao forno pré-aquecido a 180º, até que fazendo o teste do palito na massa do bolo, este saia limpo. Retire do forno e deixe sobre uma grade, até estar morninho. Desenforme sobre um prato e leve ao frigorífico por, no mínimo, 3 horas.

Espero que gostem!


sábado, 3 de Abril de 2010

Feliz Páscoa à Todos!!!

Foto retirada daqui.

Aos amigos que comemoram religiosamente, aos que gostam de chocolate e bacalhau, aos que agradecem os dias de descanso!