segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Ossobuco com tomates



Ossobuco é a canela do boi. Uma carne firme que precisa de muito tempo na panela. Como meu tempo é curto e não sou sócia da galp (companhia do gás) resolvi fazer o meu ossobuco na panela de pressão e encontrei uma ótima receita. Sim, eu sei que muitos dos meus queridos amigos que realmente entendem de cozinha vão achar isso um sacrilégio, mas a vida não tá pra deixar uma panela no fogo por 3 horas!



Ossobuco com Tomates
(adaptada desta receita)

2 ossobucos
1 cebola grande em rodelas
5 dentes de alho laminados
1 talo de aipo (salsão) picado
2 cenouras em meias rodelas
2 copos de vinho tinto
1 lata grande de tomates pelados amassados
Tomilho e oréganos frescos
Azeite de oliva
Sal
Pimenta

Na receita original o autor diz para amarrarmos o ossobuco com um barbante à volta, e que "Na verdade, eles soltam mesmo amarrados, mas a gente tenta!". E soltam mesmo, eu comprovei!
Tempere os ossobucos com sal e pimenta e coloque-os em uma panela com um fio de azeite, alguns minutos de cada lado para selar a carne.
Na panela de pressão, refogue a cebola e o alho em azeite. 
Junte o aipo e a cenoura, refogue mais um pouco.
Coloque os ossobucos sobre os legumes e junte o vinho.
Agora junte os tomates, o tomilho e o orégano.
Corrija o sal e a pimenta.
Tampe a panela de pressão e deixe em fogo baixo por 1 hora.
Depois deste tempo, deixe a pressão da panela sair.
Retire a tampa e deixe o molho apurar.

O mais comum é servir com polenta, mas eu servi com purê de batatas.


terça-feira, 25 de Março de 2014

5º Aniversário do Blog da Nô



Sábado, 29 de março, o Blog da Nô completa 5 anos no ar. Muito tempo! Por aqui já passaram muitos pratos, muitas histórias, muitas recordações. Conheci muita gente boa, fiz ótimas amizades, aprendi muuuito! Agradeço do fundo do coração ter a companhia de todos vocês aqui. 
Então, vamos começar mais um ano?
Para comemorar o aniversário precisamos de um bolo. Este bolo foi imaginado durante as compras no supermercado. Comprei umas nozes e logo me veio à cabeça que nozes combinam muito com peras. E aqui está ele!


Bolo Invertido de Peras e Nozes

3 peras sem cascas nem sementes (usei pardas)
Caramelo para o fundo da forma (veja receita aqui)

Cubra o fundo de uma forma de 25cm de diâmetro com o caramelo.
Corte as peras em fatias finas e as distribua sobre o caramelo. Reserve.

Para a massa:
100g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1 xíc. (chá) de açúcar
2 col. (sopa) de rum
1 ovo
1 xíc. (chá) de farinha
2 col. (chá) de fermento em pó
1/4 col. (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 col. (chá) de sal
100g de nozes picadas grosseiramente

Em uma tigela peneire a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar bem cremoso.
Junte o rum e o ovo e continue batendo, até incorporar. 
Pare de bater e vá juntando a mistura de farinha peneirada aos poucos, misturando com uma espátula.
Junte as nozes picadas e misture até incorporar.


Montagem:
Coloque a massa sobre as peras arrumadas na forma.
Leve ao forno pré-aquecido em 180º por 1 hora ou até estar dourada e espetando um palito no meio saia limpo.
Sirva com creme de leite batido.


quinta-feira, 20 de Março de 2014

Almôndegas Tudo em Um


Aqui em casa tenho sempre almôndegas. E são sempre feitas aqui, bem caseiras. Quebram um galho quando há uma visita inesperada, na pressa de preparar um almoço ou apenas porque o povo daqui gosta.
Já postei algumas almôndegas aqui no blog, como podem ver aqui, aqui, aqui e aqui.
Na versão que posto hoje, resolvi facilitar ainda mais a vida e fazer umas almôndegas já com tudo que o pessoal de casa gosta. Ficaram muito boas, suculentas e com um saborzinho a mais, aprovada em 100% pelo público alvo!



Almôndegas Tudo em Um

600g de carne moída
100g de bacon fatiado e picado bem miudinho
1 cebola picada
4 dentes de alho esmagados
Salsa picada
1 medida de caldo de carne em pó
Pimenta preta
Páprica
100g de mussarela* ralada

Em uma tigela, misture todos os ingredientes, com exceção da mussarela.
Amasse muito bem com as mãos até estar tudo incorporado.
Junte a mussarela e misture novamente, incorporando muito bem.
Faça bolas um pouco maiores que uma noz.

 
Coloque em uma forma forrada com papel manteiga/vegetal.
Leve ao forno, pré-aquecido em 200º, por 15 minutos.
Retire do forno e deixe repousar por mais 15 minutos. Isto para que as almôndegas estejam assadas, mas ainda úmidas.


Depois deste último passo, você pode servir as almôndegas com pão, salada, congelá-las para usar depois, juntar molho de tomate e servir com spaghetti ou arroz, como eu fiz.


*Eu não quero escrever mussarela com ç. Continuo escrevendo mussarela, como sempre.

segunda-feira, 17 de Março de 2014

Irish Mushroom Soup para o St. Patrick's Day




Hoje é o Dia de São Patrício, St. Patrick's Day, um dos padroeiros da Irlanda.
Não sei lhes dizer o porquê, mas gosto da cultura e costumes irlandeses. Nada me liga a Ilha Esmeralda, mas tudo que envolve a Irlanda me atrai.
O Dia de São Patrício é comemorado em todo o mundo nos países de língua inglesa, mas também por simpatizantes.
Os blogs de culinária são um ótimo veículo para a comemoração, pois enchem-se de receitas de pratos típicos da Irlanda divulgando sua culinária, o que para mim é uma das melhores maneiras de conhecer a cultura de um povo.
A minha participação é uma sopa irlandesa de cogumelos. Esta sopa já andou aqui pela minha mesa algumas vezes e é tão apreciada aqui em casa que vale a pena mostrar para vocês.
É uma sopa rica, robusta, para enfrentar os dias frios. Aqui em casa faço em duas versões: uma mais grossa, consistente (como podem ver nas fotos) que é o modo como o marido gosta, e uma mais fluida que me agrada mais e para isso junto um pouquinho mais de água (última foto).
Então, vamos a receita.


Irish Mushroom Soup



2 col. (sopa) de manteiga sem sal
1 cebola grande em tiras
600g de cogumelos frescos fatiados
3 cubos de caldo de galinha
3 col. (sopa) de farinha de trigo
3 xíc. (chá) de leite morno
2 ½ xíc. (chá) de água morna
Salsa picada
Pimenta
Sal, se necessário

Em uma panela grande derreta a manteiga e refogue a cebola até ficar transparente.
Junte os cogumelos e refogue até amolecerem.
Junte os cubos de caldo de galinha e mexa até dissolverem.
Junte a farinha de trigo e continue mexendo até a farinha umedecer.
Junte a água e o leite e misture bem até ficar cremoso.
Junte a salsa e a pimenta e corrija o sal, se necessário.

quinta-feira, 13 de Março de 2014

Couve-de-bruxelas. Amar ou odiar?


Eu amo couve-de-bruxelas. Mas reconheço que esta é daquelas verduras que se ama ou se odeia.
É como o mal-amado fígado, que também adoro, há quem goste e quem deteste!
A couve-de-bruxelas é versátil, pode completar uma boa refeição de carne, peixe ou aves. Pode ser assada, cozida, refogada, mas a minha preferida é salteada na manteiga.
Foi assim que preparei este acompanhamento para o peixe frito.
Não há segredo: limpar bem, cortar ao meio, deixar em água fervente por 2 a 3 minutos. Escorrer. Saltear na manteiga, com sal, pimenta, curcuma, alho em pó e salsa picada. Pronto!
Experimente. Dê uma chance para essas lindas bolinhas verdes cheias de sabor!