quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Batatinhas Temperadas



Eu sou uma garota de sorte! Tenho uma mãe incrível! Tenho uma tia, irmã da mãe, minha Tia Marlene, cozinheira de mão cheia, que é a minha segunda mãe! E tive uma avó, que todo mundo gostaria de ter! Ativa, mexida, sem preguiça! Sempre na rua, prá lá e prá cá, ajudando alguém!
Minha avó materna, Maria, tem uma importância muito grande na minha vida.

Aqui a minha Vó Maria, com a primeira bisneta (hoje com 27 anos) ao colo.
Minha avó faleceu há 8 anos.

Os pais, imigrantes portugueses no Brasil, morreram quando ela tinha 1 ano e meio. Foi entregue pelos tios a um Orfanato, juntamente com o irmão mais novo. A irmã mais velha com 11 anos foi entregue a uma família, como criada. Maria foi o nome que a minha avó escolheu para ela, pois não gostava do nome que lhe deram no Orfanato, Jesuína. Lá viveu até seus 18 anos. Minha avó teve quatro filhos e, quando meu avô morreu ela disse que se "aposentava". A partir daí deixou de lavar roupa, de cuidar da casa e de cozinhar, tarefas que passaram totalmente para minha Tia Marlene. Com os filhos casados, com os netos sendo bem criados pelos pais, a sua única "obrigação" era o meu avô. Sabe o que eu acho disso? Fez ela muito bem!
Apesar dela deixar de cozinhar, havia algumas coisas que ela preparava, quando alguém pedia. Nunca esquecerei os seus Bolinhos de Chuva, recheados de banana! Mas, o que mais lhe pediam os parentes, e até amigos, eram as Batatinhas Temperadas! Não têm segredo algum! São simples e qualquer pessoa pode fazer. Mas, feitas pela Vó Maria eram muito mais gostosas!

Como eu sou uma neta xereta e metida, meti a minha colher nas batatinhas da minha avó, acrescentando pimentão vermelho. Mas tenho certeza que ela aprovaria!!!
Preparei essas batatinhas para a reunião com os amigos.
Sinto falta da minha Vó Maria, e foi uma maneira que achei de a homenagear!



"Batatinhas Temperadas da Vó Maria"

1 quilo de batatinhas novas, bem pequeninas, cozidas com a casca
1 cebola picada (bem miudinha)
1 pimentão/pimento vermelho picado (bem miudinho)
Salsa fresca picada muito miudinha
Vinagre de vinho branco
Azeite de oliva
Sal marinho

Misturar todos os ingredientes e deixar "marinar" por umas duas horas.
São um ótimo aperitivo, com aquela cerveja geladinha. Ou como acompanhamento para carnes e peixes assados.



28 comentários:

  1. É de manter as tradições familiares!

    Óptimo aspecto tem as tuas batatinhas, mesmo tentadoras.

    ResponderEliminar
  2. Que batatinhas apetitosas!!!
    É uma óptima sugestão.

    http://asvezescozinheira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Devem ser muito boas! Adoro batatas cozinhadas com a pele, ficam sempre muito mais saborosas!

    ResponderEliminar
  4. Adoro essas batatinhas! e que bela homenagem para sua avó! Vou passar por aqui mais vezes. Bjs

    http://quitutesdajuju.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. afe .. deu água na boca .. e saudade, também! vou ter que fazer!!!!
    ah, sabe o que eu pedi pra mãe fazer pra mim? aqueles bolinhos de batata com recheio de carne ... e ela disse que sim!!!!!!!!
    uhuuuuuuuuuuu
    bju!

    ResponderEliminar
  6. Que delícias de batatinhas. São uma excelente entrada.
    Um abraço e apareça

    João Mario

    ResponderEliminar
  7. Que bacana ler teu post e saber da história da sua família. Eu também tenho muita saudade da minha avó... e como!
    Adorei as batatinhas!
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Nô, que óptimas batatinhas e que bonita homenagem à tua avó :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. K batatinhas deliciosas... Adorei mesmo..
    beijoca

    ResponderEliminar
  10. Oi, Nô,

    Adorei o post, é tão bom ter boas recordações dos familiares, né? E essas batatinhas?! Adoooro! Costumava fazê-las em conserva, mas vou fazer também a sua receita!

    Um beijo e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  11. ola convido-te a participares no meu passatempo.

    bj

    ResponderEliminar
  12. bela homenagem à tua avó,
    a sua história é linda e emocionante,
    e as batatinhas são uma maravilha com a tua permissão vou experimentar, e se calhar daqui a muitos anos os meus netos (que ainda não nasceram !!!!!!) também falarão das batatinhas da vóvó .

    bjkas

    ResponderEliminar
  13. Acho uma óptima ideia homenagear alguém através deste legado que nos passam! é a forma de manter essa pessoa viva, para nós!
    babette

    ResponderEliminar
  14. MAS ESSAS BATATINHAS ESTÃO LINDAS ,LINDA HOMENAGEM Á SUA AVÓ. BJS

    ResponderEliminar
  15. Que lindas essas batatinhas... Adorei...
    Abraços, Daniana
    http://cozinhasemdrama.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  16. Querida Nô,
    O post inteiro é uma belíssima homenagem: texto, fotos, receita e toda a emoção que dele transborda, contribuíram para prestigiar a sua´querida Vó Maria, honrando a sua memória!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  17. Luísa, essas são para manter, sempre!

    Obrigada, Autora!

    Eu também, Catarina!

    Obrigada, Juju! Seja sempre bem-vinda!

    No way!!!!!! Ah, eu também quero! Manda por Sedex, please!

    João Mario, são mesmo uma boa entrada! Apareço sempre, mas sem tempo para comentar! Sorry!

    Fla, minha família é muito pequenina e com muitas mulheres! Por isso gosto de relembrar!

    Obrigada, Manuela e Xana!

    Marly, é mesmo bom! Dá um ânimo a mais!

    Obrigada, B.V.!

    Missy, que simpática! Eu lembro da minha avó com muito carinho! Faça, sim!

    É isso mesmo, Babette!

    Obrigada, São!

    Obrigada, Isabel! A minha Vó Maria merece ainda muito mais!

    Obrigada amigos!
    Beijos à todos!
    :o)

    ResponderEliminar
  18. Nozinha,
    Que coisa mais gostosa de se ler... vó Maria devia ser tudo de bom...e soube viver, isso é o mais importante!
    Suas batatinhas alegraram o dia... e sua boa prosa tb minha flor...
    Um bejim no seu coração e parabéns por essa família linda...

    ResponderEliminar
  19. Pois essas batatinhas me lembraram minha sogra, que as faz muito bem.
    Gostei de sua metida de colher, acho que o pimentão dá um sabor especial ao vinagrete!
    A indicação de acompanhamento de uma cervejinha, aguçou os sentidos, e é oque vai rolar mais tarde!
    Bjuss amiga, e ótimo fim de semana!!!

    ResponderEliminar
  20. Adoro batata! E essas temperadas devem ser uma delícia! Bjs

    ResponderEliminar
  21. Wow!!! Those potatoes look lovely. A beautiful tribute to your granny :-)

    ResponderEliminar
  22. Estava agorinha conversando com amigas sobre essa história de ser avó. Que coisa boa ter recordações tão agradáveis da avó! Quando nasci, minha avó paterna já tinha falecido e a materna viveu conosco alguns anos, mas após sofrer um AVC, de modo que não ficaram boas lembranças.
    Mas vamos falar de coisas boas. Essas batatinhas são uma ótima maneira de homenagear a avó e saborear com a família!
    Grata pelo incentivo à carreira do meu filho, viu?
    Bjs.

    ResponderEliminar
  23. Nô, que linda homenagem. essas batatas são deliciosas,mas tem que as faça bem e que as faça muito bem..., certamente você e vó Maria se encaixam na segunda situação. bjs

    ResponderEliminar
  24. Que bom asepcto tem essas batatinhas1

    ResponderEliminar
  25. Vinni, Rachel, Alcina, Rachana, Gina, Angela, Argas!
    Queridas amigas, obrigada por suas palavras! Minha avó merecia essa homenagem e muitas outras!
    Beijos à todas!
    :o)

    ResponderEliminar
  26. Nô, como coloquei no post...é 115 gramas ou 200 ml. É o que tem na receita...mas a minha xícara tb tem 240ml e foi essa quantidade que coloquei: 240ml.

    Muito obrigada pela dica de não untar a fôrma para não escorregar a borda...na receita manda untar e manda fazer a borda, daí derreteu...foi isso...da proxima fez eu não unto...conversar com gente entendida do assunto é outra coisa rsrs

    ResponderEliminar
  27. Muito obrigada, Nô..to até te seguindo no twitter @llacerdaa

    ResponderEliminar
  28. Oii!
    Adorei suas receitas :-)

    Parabéns! Já estou te seguindo :-)

    Acabei de fazer um blog também..passe lá para conferir. Espero que goste!
    http://delisule.blogspot.com/

    Bjãooo

    ResponderEliminar

Olá. pessoal!
Deixe aqui a sua opinião. Todos os comentários são lidos e seus blogs são visitados.
As suas dúvidas são respondidas aqui ou por e-mail.
Falem, porque eu adoro conhecer suas opiniões!