sexta-feira, 30 de Julho de 2010

Salada de Feijão Branco


E o calor continua forte! E isso é muito ruim para mim. O calor em excesso me faz muito mal. Meu corpo incha, ao ponto de não conseguir caminhar, pois os pés estão tão inchados, a pele tão esticada que dói! Fico de 2 a 3 quilos mais pesada! Taquicardia, desânimo, sem apetite, sem vontade de nada! Ir às comprinhas semanais, supermercado e frutaria, um terror! A pergunta que faço todos os dias ao marido é: "Falta muito pro Inverno???"
Por isso, não estou a roda da cozinha. Preparo o essencial para o dia. Ligar o forno? Nem pensar! Ficar à beira do fogão? No way! Por isso os posts estão mais espaçados e a variedade não é muita. Peço desculpa à todos vocês!
Hoje me animei um pouco para, pelo menos, fazer umas fotos bonitinhas! Preparei uma salada, claro!!! A salada de feijão branco sempre esteve na mesa da minha família. Aqui eu só acrescentei algumas coisinhas!


"Salada de Feijão Branco"

Feijão branco cozido (eu cozinho o meu em casa, com um pouco de sal e tomilho fresco)
Tomates cherry vermelhos, cortados em quatro
Tomates cherry amarelos, cortados em quatro
Cebola branca picadinha (a branca é mais suave)
Paio de lombo cortado, mais ou menos, do tamanho do feijão
Requeijão português esfarelado (mas pode ser ricota ou feta)
Cebolinho picadinho
Pimenta
Vinagre balsâmico
Alho em pó
Azeite de oliva
Sal (se for necessário)

Junte tudo numa travessa. Misture delicadamente e leve ao frigorífico.

segunda-feira, 26 de Julho de 2010

Salada de Grão-de-Bico


O calor está demais!
Sei que é o chavão do momento, mas é que o calor está mesmo forte. Neste exacto momento em que escrevo, o termômetro marca 42.9º no exterior e 32.5º no interior de casa! E com um calor desses quem tem vontade de estar perto do fogão ou do forno??? Eu não!
Mas comer é preciso. Por isso deixo aqui não uma receita, mas uma sugestão. Fresquinha, com um bom vinho geladinho e a gente até que leva o calor com mais humor!


"Salada de Grão-de-Bico"

Grão-de-bico cozido (eu cozinho em casa e o deixo macio, mas firme)
Atum em lata
Cebola em tiras
Cenoura ralada
Tomates mini-chucha ou cherry cortados ao meio
Azeitonas pretas em rodelas
Azeite de oliva
Salsa
Tomilho
Sal (se necessário)
Pimenta

Junte todos os ingredientes numa tigela e misture. Leve para o frigorífico por, pelo menos, 1 hora.

E está pronto um almoço fresco, saboroso e substancioso!


sábado, 24 de Julho de 2010

Para Além da Cozinha!



Hoje o assunto não é culinária.
Nem vou mostrar algum trabalho meu, mas sim da minha irmã Paula, a caçula! Ela sempre gostou muito de bijouteria e tem muito talento! Agora ela está confeccionando a wire jewelry que, segundo entendi, é uma técnica de confecção de bijouteria em que se usa o arame (wire), torcendo-o artisticamente em curvas e voltas.
Deixo aqui as fotos de alguns trabalhos dela, que você também pode ver no seu blog RE-OI, acabadinho de sair e que eu recomendo!



quarta-feira, 21 de Julho de 2010

Gripe + Calor = Socorro!!! :o(


Calor... Sol... Gripe!!!
Nada pior que uma gripe dessas com esse calor!
Sem vontade pra nada, a não ser jogar-me no sofá em frente à TV! E dá-lhe Oprah e Dr. Oz!!!
Em um breve instante de ânimo, resolvi vir aqui para postar o peixinho do nosso almoço do fim de semana! Nada fora do comum. Bem simples! E muito saboroso!


"Medalhões de Pescada & Companhia"

4 medalhões de pescada
150g de miolo de camarão
100g de miolo de mexilhão
1 lata de tomates pelados
1 cebola cortada em tiras
3 dentes de alho cortados em lâminas
azeitonas verdes em rodelinhas
azeite de oliva
tomilho
salsa
erva-doce
sal
pimenta branca
gengibre em pó
cravo em pó

Em uma panela, frite a cebola e o alho no azeite. Junte os tomates pelados e refogue bem. Junte o sal e a pimenta e também os mexilhões. Deixe refogar, formando um molho substancioso. Junte a salsa, o tomilho e a erva-doce (ao seu gosto). Junte o miolo de camarão, o gengibre e o cravo em pó (outra vez, ao seu gosto). Misture bem e arrume os medalhões de pescada sobre o refogado. Quando estiverem cozidos por baixo, vire-os e deixe cozer. São alguns minutos.
Sirva com arroz branco. Acompanhe com um bom vinho verde bem gelado!


quinta-feira, 15 de Julho de 2010

Galette Integral



Quando vim para Portugal, trouxe meus cadernos e livros de receitas. Porém, por um motivo ou outro, muitos ficaram esquecidos no fundo de uma caixa, e agora foram resgatados para terem dias mais felizes!
Folheando um destes cadernos, encontrei um antigo projeto meu: variações de massa para galettes e tortas. Resolvi retomar o projeto, brandamente, pois não posso abusar das massas!
A galette de hoje é feita com massa integral e recheio magro.


"Galette Integral de Peito de Peru e Ricota*"
*(aqui em Portugal eu usei o Requeijão no lugar da Ricota)

Massa:

1/3 de xícara de água morna
1 col. (chá) de fermento biológico seco
1/2 col. (sopa) de açúcar
1 xíc. (chá) de farinha de trigo integral
1/2 xíc. (chá) de farinha de trigo branca
1 e 1/2 col. (chá) de sal

1 ovo
3 col. (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
1 gema para pincelar a massa

Misture a água, o fermento e o açúcar. Deixe descansar por 10 minutos. À parte, misture a farinha e o sal. Junte o ovo, a manteiga e a mistura de fermento e misture bem. Em superfície enfarinhada, amasse até se desgrudar das mãos. Coloque numa tigela untada, cubra com filme plástico e deixe crescer por 45 minutos. Aperte a massa e deixe descansar por mais 15 minutos.


Recheio:

150g de peito de peru defumado em fatias finas
100g de requeijão light (ou ricota) esfarelado
100g de queijo flamengo light ralado (ou mussarela, ou prato)
1 cebola em tiras
2 tomates em fatias finas
azeite de oliva
sal
pimenta
tomilho
orégano
salsa

Montagem:

Aqueça o forno em 200º.
Sobre o fundo de uma assadeira virada para baixo, abra a massa num circulo, deixando uns 5 cm de borda. Coloque o recheio em camadas: fatias de peito de peru, requeijão esfarelado, cebolas, tomates. Polvilhe com sal, pimenta, um fiozinho de azeite de oliva, tomilho, orégano e salsa. Cubra com o queijo ralado. Dobre as bordas sobre o recheio e pincele a massa com a gema do ovo.
Baixe a temperatura do forno para 180º e asse por uns 25/30 minutos.


- esta receita foi adaptada do livro "Claudia Cozinha Especial Só Tortas"

domingo, 11 de Julho de 2010

Risoni Doce com Coco


Os dias absurdamente quentes desta semana deram cabo de mim! Apesar de ter nascido e vivido por 40 anos num país tropical, não consigo enfrentar os dias muito quentes. Fico completamente "off"!!!
Mas, falando de coisas mais agradáveis, preparei uma sobremesa, cuja idéia estava cultivando no meu cérebro já há um bom tempo. Eu adoro Arroz Doce! E eu detesto Aletria! Mas queria comer um macarrão doce. Então fiz assim:


"Risoni Doce com Coco"

250g de risoni ou orzo, pevide, bagos
500ml de água
500ml de leite
2 col. (sopa) de açúcar mascavo
1 xíc. (chá) de coco ralado
100ml de leite de coco
1 lata de leite condensado
1 col. (chá) de canela em pó
2 col. (chá) de gengibre em pó
2 col. (sopa) de açúcar branco
coco ralado para polvilhar

Em uma panela, junte a água e o leite e leve ao fogo. Quando estiver morno, junte o risoni e o açúcar mascavo. Deixe aí até que a massa esteja cozida. Nesse ponto, junte à massa o coco ralado, o leite de coco, o leite condensado, a canela, o gengibre e deixe apurar até estar cremoso. Junte o açúcar branco e desligue o fogo. Deixe esfriar na panela e depois transfira para taças, tigelinhas ou uma travessa grande e polvilhe coco ralado. Sirva frio.



Uma observação aos leitores deste blog:

- sempre que eu indicar um ingrediente ou um blog, site, instituição ou qualquer informação que eu considere relevante, deixo sempre um link para uma foto ou uma definição ou direção, para que o leitor fique bem informado. O link está sempre em rosa e é só clicar sobre ele.

- aqui nesta postagem, por exemplo, risoni no corpo da receita é um link para uma foto ilustrativa do ingrediente.

- risoni é um corte de massa, em formato de arroz (em italiano, riso=arroz), também conhecido como orzo, bagos e numa variação de formato mas muito semelhante, pevide.

segunda-feira, 5 de Julho de 2010

Dieta


"Certas dietas são simples. É só cortar açúcar, frituras, massas, molhos, bebidas alcoólicas, pães, biscoitos... e os pulsos." - Radical Chic

Hoje eu vou falar um pouco sobre dieta. Vocês podem achar estranho esse tema aqui no blog, pois o conteúdo não ajuda em nada!
Mas o que acontece é que eu sou gorda. Sou gorda desde o nascimento. E, garanto à todos vocês, que o ambiente familiar não me levou a isso. Passei boa parte da adolescência e juventude em dietas e sob a censura da minha mãe sobre o que comer. Minha mãe é muito "natureba" e está sempre chamando a nossa atenção para o comer saudável. Não, meus amigos, desta vez a culpa não é da mãe! Eu simplesmente sou assim!

Entretanto, devido a minha hipoglicemia
necessito de uma dieta de restrição de carboidratos e açúcar. A hipoglicemia reativa é um termo médico que descreve episódios recorrentes de hipoglicemia sintomática, que ocorrem de duas a quatro horas após a ingestão de uma refeição rica em carboidratos ou de glicose. Imagina-se que seja consequência de uma liberação excessiva de insulina estimulada pela refeição de carboidratos, mas que perdura passado o período da digestão e da disponibilidade de glicose derivada da ingestão. - Wikipédia.

Mas eu não quero ser escrava da dieta! Passei por situações difíceis na vida , o que me leva a aproveitá-la e gozar cada segundo com todo o prazer! Controlo meu problema de saúde, mas não passo vontades! Não deixo de comer o que me agrada, com moderação e com cuidados! Quando preparo as receitas que estão aqui no blog, privilegio o paladar do marido e dos amigos, mas nunca deixo de provar!
Durante a semana, tenho todo o tempo só para mim! E é aí que preparo algumas receitas estratégicas para o meu problema! Uma dessas receitas é a do hamburger. A sugestão de hoje é o de frango.


"Hamburger de Frango"

400g de peito de frango
1 cebola grande picada
1 dente de alho picadinho
1 col. (chá) de azeite de oliva
1 col. (chá) de vinagre balsâmico
tomilho
oréganosalsa
sal
pimenta

Coloque a carne do frango no processador/robot de cozinha e pique muito bem. Junte todos os outros ingredientes e misture tudo até estar homogéneo.
Molde os hamburguers com o auxílio de um cortador e guarde-os entre quadrados de papel manteiga/vegetal. Podem ser congelados.
Normalmente eu os faço no microondas, sem a mínima adição de gordura. Mas tem dias que os preparo grelhados, um fio de azeite e pronto! Sempre acompanho com salada!



"Não fique chateado se você passar a vida gordo. Você terá toda a eternidade para ser só osso!"