sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Bolo de Laranja "Molhadinho"


Hoje temos aqui mais um bolinho! E daqueles de receita de muuuitos anos!
Este bolo é muito simples, mas causa um certo efeito! A única exigência é que as laranjas estejam sumarentas e doces!


Este é um bolo com uma massa muito fofa e não muito doce.


Pode ser embrulhado, para aquela festinha no escritório ou na escola.


"Bolo de Laranja 'Molhadinho'"

2 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 xíc. (chá) de açúcar
3 ovos
1 col. (sopa) de fermento em pó
1/2 xíc. (chá) de sumo de laranja, coado
1/2 xíc. (chá) de azeite

Misture todos os ingredientes, mexendo bem, sem necessidade de bater. Mas, se quiser usar a batedeira não há problema! Coloque em assadeira untada e enfarinhada. Leve ao forno pré-aquecido em 200º, até que enfiando o palito, este saia limpo (mais ou menos 30 minutos). Assim que o bolo sair do forno, corte-o em quadrados na própria forma e deite sobre ele a calda.

Calda:

1 xíc. (chá) de sumo de laranja, coado (usei o sumo de 3 laranjas muito sumarentas)
1/2 lata de leite condensado

Sendo a laranja uma fruta cítrica, faz com que o leite condensado espesse, quando misturados. Por isso, prepare o bolo como descrito acima e assim que misturar o leite condensado com a laranja, deite sobre ele, rapidamente. Pode colocar a faca nos cortes e abrir um pouquinho, para a calda penetrar bem.

Cubra com papel alumínio e leve ao frigorífico de um dia para o outro. Desenforme e polvilhe com açúcar de confeiteiro.


Se quiser, pode usar a calda com o sumo de laranja e açúcar, também fica muito bom!

quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Língua de Nora... ou Genro


Este post era para ter o nome de Língua de Sogra, pãozinho doce presente em praticamente todas as padarias do Brasil. Aliás, a receita que usei foi uma receita de Língua de Sogra, do sempre mestre Benjamim Abrahão, que tenho guardada há alguns anos.
Acontece que meu forno é pequenino, muito pequenino. Por isso tive de fazer bolinhas, e não o formato original da Língua de Sogra, fino e comprido. Quando falei para o meu marido o que estava fazendo, pelo telefone, ele me disse: "Então não é Língua de Sogra. Se é pequenina é Língua de Nora". E eu completei com o Genro. Daí o nome dos meus pãezinhos!
Mas, nomes à parte, posso dizer que ficaram muito bons!


"Língua de Sogra - Receita de Benjamim Abrahão"

Para a esponja:

100g de farinha de trigo
50g de fermento fresco, para pão
1/2 copo de água

Em uma tigela, dissolva o fermento na água. Junte a farinha e misture bem. Deixe descansar até dobrar de volume.
Assim que tiver dobrado de volume acrescente estes ingredientes:

80g de açúcar
2 col. (sopa) de leite em pó
1 pitada de sal
100g de margarina em temperatura ambiente
2 gemas
gotas de baunilha (eu usei limão)
500g de farinha de trigo, aproximadamente

Misture tudo, exceto a farinha. Esta, coloque aos poucos até ficar uma massa ligada, sem grudar nas mãos, e deixe repousar por 20 minutos.
Divida a massa em dois e forme dois rolos, compridos e finos. (Ou faça como eu e divida em 8/9 bolinhas).
Coloque em forma untada e enfarinhada. Pincele com 1 gema e coloque a cobertura, que tem estes ingredientes:

100g de coco ralado
100g de açúcar
2 gemas
água até dar ponto (usei 4 col. (sopa))

Deixe repousar por 30 minutos.

Leve ao forno pré-aquecido à 200º por, aproximadamente, 20 minutos.


segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Rabada com Polenta


Domingão é dia de comida de domingão!
A escolhida para este último, foi a nossa velha e boa conhecida "Rabada com Polenta"!
Quem está de dieta, contenção de calorias, cortando as gordurinhas, deve estar me amaldiçoando agora! Eu entendo, pessoal! Mas a vontade de saborear este nosso "ícone de boteco", era maior que tudo isso! I'm sorry!!!


"Rabada com Polenta"

Para a rabada:

1 rabo de boi (comprei um com 1,6kg, absurdamente caro!!!)
1 cebola em tiras
4 dentes de alho em lâminas
3 cubos de caldo para bifes
1 bisnaga de puré de tomates (1 lata de extrato de tomate)
pimenta preta
páprika
água
azeite

Separe o rabo em pedaços pequenos, cortando-o nas juntas dos ossos. Limpe bem o rabo (huahuahua!) retirando as pelancas e o sebo. Doure os pedaços em azeite (cuidado que espirra muito, a gordura) e coloque-os em uma panela de pressão, juntamente com o puré de tomate, as cebolas, os alhos, os tabletes de caldo, a pimenta, a páprika e água até a metade da panela.
Leve ao fogo alto até pegar pressão. Baixe o fogo no mínimo e deixe por 40/50 minutos.

Para a polenta:

2 xíc. (chá) de fubá (farinha de milho)
4 xíc. (chá) de água
2 cubos de caldo para bifes
1 xíc. (chá) de mussarela ralada
pimenta preta

Coloque todos os ingredientes, menos a mussarela, numa panela. Dissolva bem. Vá cozendo e mexendo sempre, em fogo alto e deixe ferver (cuidado pois pode 'pular' e queimar a mão). Depois de ferver, baixe o fogo, junte a mussarela ralada e vá mexendo por uns 10 minutos, para cozinhar bem o fubá.

Coloque a polenta no prato e sobre ela um pedaço de rabo com molho. Sirva polvilhado de queijo, se gostar.

É costume, usarmos aqui
o agrião para acompanhar , mas não encontrei, por isso a falta dele.

Deu para matar as saudades!

Quero aproveitar este post para dizer à todos que tenho visitado os blogs que acompanho, porém por estar com o tempo reduzido, nos últimos tempos, muitas vezes não deixo comentário.
Tudo deve voltar ao 'normal' em breve!

sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

Cuca de Peras, Nozes e Chocolate


Estes dias, andando pelos blogs amigos, deparei-me com uma delícia (como sempre!) no blog da Paula, The Cookie Shop. Uns "murphys" de pera e nozes que, na hora, me lembraram uma cuca que eu comia no Brasil. Identificação feita, 'bora' pra cozinha preparar a cuca!
A cuca que eu comia no Brasil era geralmente de banana, às vezes maçã. Como havia umas peras por aqui, resolvi usá-las. Também achei que nozes e chocolate combinavam bem aqui.


"Cuca de Peras, Nozes e Chocolate"

Para a massa:

200g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
125g de açúcar
1 col. (chá) de baunilha (não usei)
raspas de 1 limão
1 ovo grande
250g de farinha de trigo peneirada
1 e 1/2 col. (chá) de fermento
1 pitada de sal

Misture a farinha, o fermento e o sal. Com a batedeira, bata a manteiga até formar um creme. Junte o açúcar, a baunilha, as raspas de limão e o ovo. Bata bem. Baixe a velocidade da batedeira para o mínimo e vá juntando a mistura de farinha aos poucos. É uma massa muito firme. Reserve.

Para a cobertura (farofa):

120g de manteiga sem sal gelada, cortada em cubos
150g de farinha de trigo peneirada
130g de açúcar
1 col. (chá) de canela moída

Numa tigela, junte todos os ingredientes e vá 'beliscando' a manteiga com os outros ingredientes, formando grumos, uma farofinha. Reserve no frigorífico.

Para o recheio:

2 peras, sem casca e sementes, cortadas em cubos
70g de nozes picadas grosseiramente
100g de chocolate 85% picado
2 col. (sopa) de açúcar
1 col. (chá) de canela moída

Numa tigela, misture todos os ingredientes e reserve.

Montagem:

Unte e enfarinhe uma forma de fundo removível, redonda, com 22cm de diâmetro. Se for uma forma de silicone, não precisa untar. Eu usei uma forma de silicone para bolo inglês de 25cm. Cubra o fundo da forma com 2/3 da massa, nivelando bem. Por cima desta, coloque todo o recheio, pressionando devagar. coloque pedacinhos da massa restante sobre o recheio. Por fim, coloque a farofa, espalhando bem por toda a superfície.
Leve para assar ao forno pré-aquecido em 200º até que, fazendo o teste do palito, este saia limpo, e que a cobertura esteja douradinha.

Muito importante: Não coloque o bolo no forno e vá fazer pesquisa no google... o fundo pode queimar!!!!



quinta-feira, 19 de Novembro de 2009

Camarão na Abóbora


No fim de semana eu preparei um prato que o meu marido adora! Bom, tá certo que tendo camarão ele de certeza vai gostar! Mas esta receita ele aprecia 'um pouquinho mais' que as outras.
Na verdade, o ideal é a receita de "Camarão na Moranga", mas pela dificuldade em conseguir ingredientes importantíssimos, como a moranga e o catupiry, tive de fazer adaptações. E foi assim que nasceu o "Camarão na Abóbora"!


"Camarão na Abóbora"

Como somos só dois aqui em casa, a receita serve bem 2 pessoas:

1 abóbora mini partida ao meio e sem sementes
400g de miolo de camarão
1/2 cebola picadinha
2 dentes de alho picadinhos
azeite
10 queijinhos fundidos (triângulos) que comprei no Lidl
200ml de leite de coco
sal
1 tablete de caldo de marisco
salsa
pimenta
páprika
50g castanhas de cajú
mussarela ralada
1 col. (sopa) de farinha de trigo

Embrulhe cada parte da abóbora em papel alumínio e leve ao forno pré-aquecido em 200º, com o corte voltado para baixo, por uns 20/25 minutos. Retire e deixe esfriar. Reserve.
Enquanto a abóbora esfria, leve uma panela ao fogo e aqueça o azeite. Coloque o alho e a cebola no azeite e refogue até a cebola ficar transparente. Junte o camarão e o tablete de caldo, refogue. Assim que o camarão soltar líquido, junte o leite de coco, as castanhas de cajú, salsa, pimenta e páprica. Retifique o sal, se necessário. Baixe o fogo no mínimo, tape e deixe ali.
Desembrulhe a abóbora e retire a polpa, deixando uma parede, para receber o recheio. Coloque num prato e amasse com um garfo. Deite a abóbora para a panela dos camarões e mexa. Deixe refogar por uns momentos.
Enquanto isso, desembrulhe os queijinhos e corte-os em pequenos cubos. Deite-os para dentro da panela dos camarões e mexa até que eles se desmanchem.
Desmanche a farinha em um pouco de água e coloque na panela dos camarões, mexendo sempre para dar cremosidade.
Recheie as cascas de abóbora com o creme de camarões. Cubra com mussarela ralada e leve ao forno para gratinar.



Para acompanhar fiz um "Arroz de Coco", cuja receita retirei do livro "Sabores do Índico - receitas da cozinha moçambicana", de Maria Fernanda Sampaio, um dos que faz parte da coleção de livros de culinária, que ganhei da Editora Assírio & Alvim.

Fiz uma pequena adaptação na receita original, e ficou muito bom!

"Arroz de Coco"

Aqui coloco como fiz e o que usei:

1 lata de leite de coco (400ml)
1/2 lata de arroz agulha
sal

Acrescentei:
1 xíc. (chá) de água

Leve o leite de coco (e a água) e o sal ao lume, numa panela, e deixe levantar fervura. Baixe o lume para o mínimo possível. Deite o arroz e deixe cozer. Está pronto quando estiver seco.

Obs.: Acrescentei a água, pois o arroz não estava cozendo e o leite de coco secava rápido. Pode ser que eu tenha usado um tipo de arroz diferente do usado em Moçambique, por isso essa adaptação.


terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Uma Folga À Cozinheira, Que Não Escapou da Sobremesa


Domingo. Frio. Chuva aos cântaros. Preguiça... O que pode haver de bom nisso tudo? Tudo! Principalmente quando você vai à casa dos amigos para passar o dia com pessoas agradáveis, boa comida, conversas, risadas!
Ontem fomos à casa do José Duarte e da Mena, que preparou um Cozido à Portuguesa. O paraíso para o marido, que há muito vinha de combinações com a Mena para o preparo da 'iguaria'!




Minha contribuição, como sempre, foi a sobremesa!


"Chocolate Branco, Banana e Caramelo"

Para o creme:

400g de chocolate branco derretido
1/2 lata de leite condensado
300ml de creme de leite fresco, batido em ponto de chantilly

Misture todos os ingredientes e reserve.

Para as bananas:

5 bananas maduras, mas firmes, picadas
1 xíc. (chá) de açúcar
sumo de 1 limão
canela em pó
cravo em pó
1 xíc. (chá) de água

Junte todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo. Espere ferver, baixe o fogo e deixe cozer por uns 10 minutos. Reserve.

Caramelo:

Aqui eu usei a receita de caramelo da Patrícia do Technicolor Kitchen.

"Calda de caramelo:
1/3 xícara (80ml) de água
¾ xícara (150g) de açúcar refinado
2/3 xícara (160ml) de creme de leite fresco...

... junte a água e o açúcar numa panelinha e leve ao fogo baixo, mexendo até dissolver o açúcar. Aumente para o fogo alto e deixe ferver por 7 minutos ou até caramelizar e ficar dourado – não mexa durante este tempo, apenas gire a panela algumas vezes.
Retire do fogo e espere as bolhas cessarem. Com bastante cuidado, adicione o creme de leite, mexendo bem – a mistura ainda vai borbulhar bastante. Deixe esfriar."

Montagem:

biscoitos champagne (Palitos)
nozes picadas grosseiramente

Numa travessa alta, cubra o fundo com uma camada do creme de chocolate branco. Sobre esta, faça uma camada de biscoitos champagne, embebidos na calda que se formou do cozimento das bananas. Sobre esta, faça uma camada com as bananas cozidas e escorridas, salpique as nozes e respingue com riscos de caramelo. Repita as camadas até terminar os ingredientes.
Leve ao frigorífico por, pelo menos, 2 horas.

Esta receita é uma versão da receita de "Peras com Chocolate" que eu postei aqui.

sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

Homenagem à Minha Mãe


Minha mãe sempre foi uma mulher muito bonita, elegante e extremamente chique! E cozinheira de mão cheia! Muitas das receitas que posto aqui, e outras muitas que ainda postarei, são receitas que vi minha mãe preparar, durante os muitos anos que vivemos juntas. Ela sempre foi a minha inspiração e referência. Hoje, estando nós dez mil quilometros separadas, este posto glorioso passou para meu marido!
Quero aqui deixar uma pequena homenagem à minha mãe. Uma mulher inteligente, muito atualizada, leitora compulsiva, natureba, aquela Vó que todo neto quer! Uma administrativa que deixou o trabalho de lado, nos anos 50, para se dedicar à família. E que agora volta 'ao batente', como voluntária numa biblioteca. O paraíso para ela!


Esta receita que vou postar é uma marca registrada da minha mãe. Desde que me lembro, esta sobremesa sempre esteve na nossa mesa. Era, sem dúvida, a favorita do meu pai! Ele adorava saboreá-la aos bocadinhos, assistindo tv, depois do jantar!


Foi esta receita que eu enviei ao Rate My Plate Project, quando o Pedro Bello me pediu uma receita para o Dica Gourmet de Novembro.


"Torta de Ricota Lá de Casa"

4 col. (sopa) de açúcar
4 ovos
3 col. (sopa) de amido de milho (maizena)
1 lata de leite condensado
2 latas de leite (medidas na lata de leite condensado)
1 ricota fresca (uns 300/350g)

Acrescentado por mim:
8 bagas de cardamomo amassadas
raspas de lima/limão

Ferva o leite com as 8 bagas de cardamomo. Coe e deixe esfriar.
Depois de frio, junte o leite aos outros ingredientes e misture-os no liquidificador.
Coloque em forma de fundo removível (que vede bem) ou travessa untada.
Leve ao forno pré-aquecido em 180º, por 30/40 minutos ou até que, fazendo o teste do palito, este saia seco/limpo.
Deixe esfriar completamente e leve ao frigorífico de um dia para outro, se quiser desenformar.
Sirva com calda de chocolate ou geléias de frutas vermelhas.

Obs.: Eu fiz a minha em forma de aro e ficou muito bem. A calda e a geléia, assim como o cardamomo e as raspas de limão, eu que acrescentei.

Para esta eu fiz um ganache espesso, atendendo ao pedido do marido.



A consistência é deliciosamente cremosa!

quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

Fofos de Atum


Hoje temos aqui mais uma receitinha das antigas! Acho que todos que estão na minha faixa de idade conhecem, dos aniversários, das tardes em que nos reuníamos para 'estudar' com os amigos, das festinhas da escola.


"Fofos de Atum"

220g de farinha de trigo
50g de queijo ralado (parmesão, grana padano)
2 col. (chá) de fermento em pó
sal, uma pitada
1 e 1/2 xíc. (chá) de leite quente
1/2 xíc. (chá) de óleo (usei azeite)
2 ovos
2 latas de sardinha (usei atum)
1 tomate sem pele nem sementes picadinho (usei tomate seco)
1/2 xíc. (chá) de azeitonas verdes picadinhas
1/2 xíc. (chá) de queijo picadinho (introduzi na receita por minha conta - usei flamengo)
salsa
páprika
alho em pó

Numa tigela junte o atum, o tomate, as azeitonas, o queijo picado, a salsa, a páprika e o alho em pó. Misture tudo e reserve.
Deite no liquidificador ou robot de cozinha a farinha, o queijo ralado, o fermento, o sal, o leite o azeite e os ovos. Bata até que esteja tudo muito bem incorporado. Despeje esta massa sobre os ingresientes da tigela e misture bem.
Coloque em forma untada, ou em forminhas de muffins como eu fiz, e leve ao forno pré-aquecido a 200º até que fazendo o teste do palito, este saia seco.
Sempre faço duas receitas, pois como é muito bom, logo some!

segunda-feira, 9 de Novembro de 2009

Arroz de Chouriço


Eu gosto muito de experimentar receitas e ingredientes novos! Assim como adoro revisitar as receitas antigas, de família! E, de preparar pratos simples, pouco complicados, mas muito saborosos, para o almoço ou jantar de todos os dias.
A receitinha de hoje é assim! Aquele arrozinho que todo mundo faz, e cada um tem o modo de fazer da sua preferência!


"Arroz de Chouriço"

1 xíc. (chá) de arroz agulha
1 cebola picadinha
2 dentes de alho picadinhos
2 cenouras picadinhas
azeitonas verdes, sem caroços, em rodelinhas
100g de bacon picadinho
200g de chouriço (ou calabresa) em meia-lua
1 tablete de caldo de carne (eu uso para bifes)
salsa
pimenta
páprica
sal
azeite

Em uma panela coloque o azeite, a cebola, o alho, o bacon e o chouriço. Frite até o bacon e o chouriço estarem macios. Junte a cenoura, o arroz, as azeitonas, o caldo de carne, salsa, pimenta, páprica e sal, se for necessário. Refogue bem. Junte 3 xíc. (chá) de água fervente. Baixe o fogo e deixe cozer até o arroz estar macio.


Se gostar, como eu, polvilhe queijo ralado!

sábado, 7 de Novembro de 2009

Bolo Mole com Queijo Feta


Quando eu e meu marido estávamos no Brasil, por motivos profissionais, fomos viver em Fortaleza, no Ceará. Foi o último lugar onde vivemos no Brasil ,antes de regressar à Portugal. Eu não me adaptei à Fortaleza. Mas, algumas coisas que vi e provei lá deixaram boas lembranças. Uma delas foi o Bolo Mole, muito popular em todo o Norte/Noerdeste do Brasil. Há muitas receitas diferentes de Bolo Mole. Esta receita foi-me dada por uma cearense, que infelizmente já faleceu, e é a que eu mais gosto! Originalmente esta receita leva queijo coalho, mas como não o tenho aqui resolvi substituir por queijo feta. Gostei muito do resultado!


"Bolo Mole"

3 xíc. (chá) de leite
3 xíc. (chá) de açúcar
1 xíc. (chá) de fubá (farinha de milho)
1 col. (sopa) de fermento em pó
3 col. (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
3 col. (sopa) de farinha de trigo
3 ovos
150g de queijo coalho (usei 150g de queijo feta)

Bater tudo no liquidificador. Deitar em forma de anel, grande, untada. Assar em forno médio (180º) por 30 minutos, aproximadamente.


O Bolo Mole é um bolo de massa pesada, compacta. Muito bom acompanhado de um bom "café de saco"!

sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Stuffed Baguette


Hoje vou postar uma receitinha que eu fiz há uns dias atrás, da última vez que o pessoal se reuniu aqui para assistir ao futebol. É uma receita que eu retirei do
Baking Obsession que eu adoro! Há receitas divinas!!!
Esta é uma boa sugestão para acompanhar a cervejinha!


"Stuffed Baguette"
(como as medidas foram convertidas, seus valores estão aproximados)

2 mini-baguetes
230g de cream cheese em temperatura ambiente
115g de queijo fresco de cabra
1 dente de alho grande picado
1/2 xíc. (chá) de pimentão vermelho picadinho (não usei)
1/2 xíc. (chá) de tomate seco em azeite bem picadinho
1/4 xíc. (chá) de azeitonas pretas picadinhas
60g de salame picante picadinho
2 col. (sopa) de salsa picadinha
1 col. (chá) de tomilho fresco
pimenta preta
sal, se necessário, mas pouco provável

Corte as duas extremidades da baguete. Com uma faca longa, vá retirando o miolo da baguete, deixando uma parede fina.
Na batedeira, bata o cream cheese até que fique macio. Junte o queijo de cabra e o alho e bata. Misture os outros ingredientes mexendo delicadamente. Trabalhando à partir das pontas, vá recheando as baguetes com o creme. Vá apertando para que não fique espaço no meio. Eu usei o cabo do pegador de espaguete para ir precionando. A Vera, do Baking Obsession usou um copo de tequila. O importante é precionar para que não fique nenhum vazio. Enrolar as baguetes em filme plástico e levar ao frigorífico por, no mínimo 2 horas e no máximo 2 dias.
Antes de servir, cortar as baguetes em fatias finas. Ajuda se usar uma faca quente e seca.



Eu, como sou grande apreciadora de cream-cheese, adorei! O pessoal da cerveja também!
Também fica muito bom usar o recheio como paté, com tostas e pães.

quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

Pão de Queijo e Um Maravilhoso Presente!!!


Nos últimos tempos ando ganhando presentes. Presentes do marido e presentes de amigos!
Há anos eu e meu marido nos relacionamos com uma pessoa muito simpática. Falo do Manuel Rosa, da Editora Assírio & Alvim em Lisboa. Posso dizer que é um relacionamento profissional/pessoal, o que nos agrada muito! A Assírio & Alvim tem livros belíssimos, com destaque para a poesia, mas com obras belíssimas em outros temas também! Todos sabem que o meu blog não trabalha com publicidade paga. Eu divulgo o que gosto. E recomendo que passem pela livraria da editora para conhecerem os belos trabalhos, porque sei que são bons!
Mas, vamos ao maravilhoso presente! Na semana passada eu contei ao Manuel Rosa que tenho um blog de culinária e, para minha feliz surpresa, ele me fez a oferta de toda a linha de culinária e gastronomia da Assírio & Alvim!!! Imaginem como fiquei feliz! Livros belíssimos, com receitas e fotos magníficas!


Livros com receitas de todas as regiões de Portugal.


Livros com receitas de África, Índico, Judaicas, Indo-Portuguesas, de celebridades, história da gastronomia, vinhos, um mundo de informação!
Por isso, já fiquem avisados que temos muito para experimentar e muito para postar aqui! Aguardem!
Quero deixar aqui meu agradecimento à Marta, responsável pela livraria da editora (Rua Passos Manuel, 67 B - Arroios - Lisboa) pela gentileza em separar os livros para mim, ontem!
E, para agradecer mais uma vez ao Manuel Rosa, fiz o que gosto: cozinhei! Meu agradecimento foi em forma de Pão de Queijo! Uma receita que tenho e uso há anos, nem me lembro onde a consegui!


"Pão de Queijo"

250g de polvilho azedo
300g de polvilho doce
100g de queijo ralado (parmesão)
200g de mussarela ralada
1 lata de creme de leite - natas (394ml)
1 col. (chá) de sal

Junte todos os ingredientes numa travessa e já misturando com a mão. Amasse bem até estar tudo muito bem incorporado. Faça bolinhas e coloque em tabuleiro forrado com papel manteiga ou tapete de silicone. Leve a forno pré-aquecido em 250º, por uns 15 minutos. Retire do forno e coloque sobre uma grade para esfriar.



Melhor maneira de comê-lo é quentinho!

terça-feira, 3 de Novembro de 2009

Prenda!

Ontem, quando meu marido chegou do trabalho, trouxe com ele um lindo presente para mim!
Muitas de vocês já tem estes medidores, mas eu nunca tive! Sempre fiz as medições das receitas no 'olhômetro'. E sempre que nós assistíamos os programas de culinária eu sempre dizia: "Ai, olha só estes medidores! Eu preciso comprar uns destes. Além de tudo, são bonitos" e etc. Mas nunca me lembrava de comprá-los! E ontem tive esta maravilhosa surpresa!
Agora me digam se não tenho razão em dizer que ele é o melhor!!!


Fui me deitar feliz! Acordei feliz!
E, tendo esta imagem durante o pequeno-almoço, meu dia vai ser ainda mais feliz!


Não são lindas as nossas 'meninas'? De manhãzinha elas ficam ali, na janela, olhando o movimento da rua! Depois, quando o sol chega ali, vão todas para os seus lugares de costume!
Um bom dia!!!

segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Caldo Verde



As pessoas me perguntam: "Então, vive em Portugal? E cadê o caldo verde???"
Tá aqui! Não podia faltar, né?! Um ícone (atenção aos descuidados: pronuncia-se 'ícone' e não 'aicone', por favor!!!) da culinária portuguesa, tinha de estar presente!
Porém, como sempre acontece na minha cozinha, a receita original foi 'mexida', para se ajustar aos gostos do pessoal daqui!


"Caldo Verde"

4 batatas grandes descascadas e cortadas em cubinhos
150g de couve cortada bem fininha
100g de bacon cortado muito miudinho (acrescido à receita pelo marido)
chouriço em fatias muito finas
1 cebola picada bem miudinho
2 dentes de alho picadinhos
azeite
sal
pimenta

Em uma panela, coloque as batatas e cubra-as com água. Acrescente sal e leve para cozer.
Enquanto as batatas cozem, coloque um fio de azeite numa frigideira. Junte a cebola, o alho e o bacon e frite. Acrescente a couve e deixe refogar, acrescente um pouco de sal e pimenta. Tire do fogo e reserve.
Faça um creme com a batata, em seu caldo, com a varinha mágica (mixer) ou no liquidificador. Acrescente a couve refogada e o chouriço ao creme de batatas. Deixe apurar em fogo baixo, por alguns minutos.
Sirva bem quentinho, acompanhado de um pãozinho acabado de sair do forno!
Serve bem 4 pessoas.


Ah, o pãozinho eu não fiz. É da padaria aqui em frente de casa! Muito bom!